No último "Global", espaço de análise de Paulo Portas na TVI, o ex-ministro comentou a crise política regional criada nos Açores com o chumbo do Orçamento dos Açores para 2024. Nesse sentido, Paulo Portas tocou no funcionamento da saúde no Açores, que acaba por contrastar com o que acontece em Portugal continental com o fecho das urgências em vários pontos do país.

"Os Açores são bem governados em geral. Vou dar-lhe um exemplo: não há urgências fechadas nos hospitais nos Açores", considerou o comentador. Mas será que é mesmo assim?

O Polígrafo não identificou nenhuma urgência encerrada nos Açores. A exceção é o Centro de Saúde das Lajes do Pico que, em junho, encerrava aos fins-de-semana por falta de médico, segundo denunciou o PCP/Açores, indicando que o acesso à saúde no Pico estava "cada vez mais difícil" e piorava mês após mês.

No entanto, Portas falava especificamente sobre hospitais. E, nesse campo, não há mesmo sinal de urgências fechadas no arquipélago.

O Serviço Regional de Saúde (SRS) dos Açores confirmou ainda ao Polígrafo que, no momento, todos os serviços de urgência estão a funcionar em pleno.

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.