O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Papa Francisco foi ao Dubai inaugurar templo que alberga todas as religiões do mundo?

Sociedade
O que está em causa?
Em causa o "fim dos tempos" e o início de uma "Nova Ordem Mundial", que começa com a criação de uma "nova religião mundial". Será que, como se diz nas redes sociais, o Papa Francisco viajou até ao Dubai para inaugurar um templo que alberga todas as religiões do mundo, desde cristãos a budistas?

“Templo de religião única (…) muitos de vocês sabem que com a chegada do ‘anti-cristo’ todos poderão adorar uma única religião, certo? Bem, para vossa informação já foi erguido um templo que alberga todas as religiões do mundo: cristianismo, islamismo, budismo, judaísmo, hinduísmo, etc. Este mesmo templo encontra-se no Dubai e tem como nome ‘casa da família abraâmica'”, garante-se em “post” de 28 de julho, no Facebook.

Presente no “momento das assinaturas”, em representação dos cristãos, terá estado o Papa Francisco. “A bíblia já foi revista e alterada. Daqui a pouco serão distribuídas as novas bíblias sagradas atualizadas, já que eles alegam que esta é muito velha. O tempo em que estas bíblias serão proibidas está a chegar irmãos, este é o momento de lermos a bíblia verdadeira para guardarmos as verdades que nela estão escritas nos nossos corações”, lamenta o “post”, que soma milhares de reações.

fb post

A publicação, como vemos acima, vem acompanhada de três fotografias, onde se vê a suposta infraestrutura desenhada para albergar todos os fiéis, uma outra de um beijo na boca (falso) entre o Papa e o Grande Imã de al-Alzhar, Ahmed el-Tayed, e ainda uma última onde os dois assinam um documento.

Comecemos, assim, a desmontar a narrativa alarmista desta publicação: aquilo a que se chama “templo da religião única” é, na realidade, um templo ecuménico. A Casa da Família Abraâmica é, na realidade, um complexo que visa atrair pessoas de diversas religiões. Segundo o “Vatican News”, órgão oficial de comunicação do Vaticano, “a estrutura, projetada pelo arquiteto David Adaye, construída na Ilha Saadiyat, consiste numa mesquita, uma sinagoga e uma igreja unidas por fundações únicas em torno de um jardim. A cerimónia de abertura contou com a presença do cardeal Miguel Ángel Ayuso Guixot, prefeito do Dicastério para o diálogo inter-religioso“.

Ao contrário do que sugere a publicação, cada religião terá o seu próprio espaço neste edifício e não se tratará de um culto a uma religião única. O cardeal espanhol Miguel Ángel Ayuso Guixot, citado pelo “Vatican News”, reiterou na cerimónia de abertura, em fevereiro deste ano, que “os seres humanos desejam uma convivência mais pacífica e harmoniosa” e que, por isso, “é urgente o papel das religiões na cura das feridas do mundo e na construção de pontes entre as diferenças; agora mais do que nunca”.

De resto, este edifício fica localizado em Abu Dhabi e não no Dubai, o que torna a publicação ainda mais enganadora.

__________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque