Difundiu-se velozmente nas redes sociais, com epicentro no Brasil, o vídeo que mostra o célebre padre Marcelo Rossi a ser empurrado violentamente durante uma missa que estava a celebrar em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo.

O vídeo é autêntico, o ataque ocorreu mesmo. O problema é que algumas publicações em inglês - e que se espalharam por todo o mundo - apresentam uma versão do acontecimento que gera dúvidas, segundo a qual o padre Marcelo Rossi terá sido empurrado porque disse que "as mulheres gordas não vão para o céu".

Ora, é verdade que o padre brasileiro Marcelo Rossi foi atacado por dizer que "as  mulheres gordas não vão para o céu"? Verificação de factos.

Não encontramos qualquer registo de que o padre Marcelo Rossi tenha proferido alguma vez essa frase, ou algo similar. Em todas as notícias sobre o incidente também não detetamos referências a essa frase, muito menos como motivação do ataque.

De acordo com a Agência Lupa, plataforma brasileira de fact-checking, "antes de ser atacado, o padre falava sobre a função de um sacerdote - e não fez nenhuma menção à frase atribuída a ele nas publicações que começaram a circular em outros países, de que 'mulheres gordas não vão para o céu' (leia aqui a homilia completa do padre Marcelo Rossi). 'Essas mãos não mais me pertencem. Pecadoras, fracas, mas essas mãos pertencem a Jesus. Tanto que o sacerdote age na pessoa de Cristo. Para servir, para abençoar', diz o padre. Nesse instante, é derrubado do palco. Ele não se feriu e continuou a missa depois da queda".

A Agência Lupa conclui salientando que "um boletim de ocorrência sobre o caso foi registado pela polícia de Lorena, cidade próxima, onde havia plantão. A mulher foi ouvida e liberada. A delegacia de Cachoeira Paulista informou a Agência Lupa, por telefone, que não foi prestada queixa pelo padre Marcelo Rossi por agressão. Por isso, não haverá consequências para a autora do ataque. Em vídeo posterior ao incidente, o religioso disse que a mulher tinha sido perdoada".

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso