A dupla imagem está a circular nas redes sociais através de múltiplas publicações, em diferentes línguas e versões. Mas optamos por analisar um exemplo de publicação em Portugal que já tem algumas centenas de partilhas acumuladas.

Em causa estão Malena Ernman e Svante Thunberg, respetivamente a mãe e o pai de Greta Thunberg, a jovem ativista sueca que inspirou o movimento da Greve Global pelo Clima.

Na primeira imagem aparecem vestidos de forma simples e casual, mas na segunda imagem estão com roupa aparentemente mais cara e formal. "Os pais da Greta, antes do ativismo e depois de estarem a ser patrocinados para venderem o aquecimento global", lê-se na mensagem da publicação.

Estas imagens são autênticas?

Sim, mas a ordem temporal está invertida.

A primeira imagem data de agosto de 2018, tendo sido originalmente publicada no jornal sueco "Dagens Nyheter" para ilustrar um artigo focado no ativismo ecologista - com enfoque nas alterações climáticas - dos pais de Greta Thunberg.

Recorde-se que foi nessa mesma altura que Greta Thunberg faltou às aulas para se manifestar em frente ao Riksdag (Parlamento da Suécia), em Estocolmo, exigindo aos decisores políticos que atuem urgentemente para debelar o que classificou como sendo uma "crise climática". Deu assim início a uma greve climática estudantil que viria a transformar-se num movimento internacional, com milhões de participantes em manifestações à escala global.

Ou seja, a primeira imagem não é de "antes do ativismo", ao contrário do que indica a publicação em análise, mas precisamente do momento em que o ativismo da família Ernmann-Thunberg se tornou mais sério e comprometido, ao ponto de Malena ter abdicado da sua carreira internacional como cantora de ópera.

Quanto à segunda imagem, data de 2012, muitos anos antes de Greta ter iniciado a greve climática estudantil. O Polígrafo encontrou a respetiva origem num banco de imagens, apresentando a seguinte legenda: "Cantora de ópera Malena Ernmann com o marido e ator Svante Thunberg no Polar Music Prize de 2012. Ernmann representou a Suécia no Festival Eurovisão da Canção em 2009".

Em suma, a publicação em análise sugere uma ideia falsa.

Na guerra de desinformação em curso contra Greta Thunberg, os pais são frequentemente acusados - sobretudo em publicações nas redes sociais - de manipularem e explorarem a filha, com fins lucrativos. Mas o facto é que Malena Ernman é uma reputada cantora de ópera, com uma longa carreira de sucesso, tanto na Suécia quanto ao nível internacional (entretanto deixou de atuar no estrangeiro por influência de Greta, devido ao impacto ambiental das viagens de avião que tinha de fazer regularmente). Ou seja, a ideia de que estará a aproveitar-se da filha para ganhar dinheiro não tem fundamento.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network