"Afinal, está tudo mal! Portugal está a ser apanhado em termos económicos pelos 10 países maioritariamente do Leste europeu que entraram na União Europeia em 2004", sublinha-se na mensagem que acompanha a publicação no Facebook.

A imagem da publicação, importa salientar, replica a primeira página da edição de hoje do "Jornal de Negócios", com a seguinte manchete: "Portugal deixou-se apanhar por países de Leste". Ainda assim foi denunciada como sendo falsa ou enganadora.

Verdade ou falsidade?

Ora, a publicação em causa limita-se a destacar uma notícia do "Jornal de Negócios" que, por sua vez, baseia-se no relatório de análise económica a Portugal (pode consultar aqui) divulgado ontem, dia 26 de fevereiro de 2020, pela Comissão Europeia.

Consultando a fonte primária, isto é, o relatório da Comissão Europeia, confirmamos a informação de que "o rendimento médio per capita em paridade de poder de compra para os 10 países que entraram na União Europeia em 2004 já está ao mesmo nível de Portugal, superando uma diferença de cerca de 17 pontos percentuais em 15 anos".

Estes números também podem ser conferidos na base de dados Pordata, tendo em atenção que os 10 países que entraram na União Europeia em 2004 foram os seguintes: República Checa, Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Eslováquia, Eslovénia (perfazendo oito da Europa de Leste), Malta e Chipre (perfazendo dois do Mediterrâneo).

É notória a evolução negativa de Portugal, em contraste com a evolução positiva dos referidos 10 países, isto em termos relativos.

Concluímos assim que a publicação sob análise é factualmente correta.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network