Não é a primeira vez que esta imagem de um automóvel Mercedes Benz de luxo é utilizada nas redes sociais para denunciar alegados privilégios sumptuosos do primeiro-ministro António Costa (pode ler aqui um artigo do Polígrafo sobre outra publicação com a mesma imagem).

Na realidade, esta imagem tem origem numa publicação de 2008 na página "High Performance Parts", alojada na República Checa e dedicada à indústria de tuning dos automóveis, segundo apurou o Polígrafo através de uma pesquisa na aplicação TinEye.

Ou seja, o automóvel da imagem não foi adquirido pelo primeiro-ministro António Costa. É uma imagem de 2008 e o automóvel retratado tinha sido modificado por motivos estéticos, desde logo nas jantes e nos tubos de escape.

No que respeita ao primeiro-ministro dos Países Baixos, Mark Rutte, é verdade que costuma deslocar-se de bicicleta na cidade de Haia, nomeadamente no percurso entre a sua residência e o gabinete de trabalho.

Mas o facto é que Rutte também se desloca em automóveis topo de gama, tanto nos Países Baixos como nas viagens ao estrangeiro. Mediante uma pesquisa na imprensa holandesa depreende-se que a utilização da bicicleta é circunstancial, ou limitada aos percursos mais rotineiros em Haia, sede do Governo dos Países Baixos.

Pelo que a publicação em causa é duplamente enganadora: mostra uma imagem de um automóvel que não tem qualquer relação com António Costa e sugere que Mark Rutte utiliza exclusivamente a bicicleta como meio de transporte.

______________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações “Falso” ou “Maioritariamente Falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network