"Finalmente. Agora sim, o povo tuga está de parabéns. (...) Vão-se indignar, revoltar, enraivecer, lutar e tudo o mais... no teclado!", ironiza o autor de uma publicação no Facebook, partilhada a 13 de outubro. Na imagem indica-se que o gasóleo custa 1,679 euros por litro, a gasolina sem chumbo 95 a 1,849 e a gasolina 98 Ultimate a 2,009 euros.

De acordo com o site Mais Gasolina, página que contém informações sobre os postos de abastecimento de Portugal Continental, todos estes dados estão corretos. A gasolina 98 Ultimate custava, na quarta-feira, 2,009 euros por litro, num dos postos da BP da cidade de Beja (Castilho).

No relatório mais recente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), Beja é referido como um dos distritos que regista os preços de combustíveis mais elevados do país.  Se tivermos em conta o preço da gasolina, Beja é apenas ultrapassada pelo distrito de Bragança. Quanto ao gasóleo, Beja está em primeiro lugar e segue-se Lisboa, em segundo.

O aumento dos preços também se fez sentir noutros pontos do país. Na Repsol de Vila Nova de Gaia, por exemplo, a gasolina 98 está a 2,029 euros por litro, o que faz com que, até à data, seja o posto que registou um maior aumento deste combustível. Outros postos de abastecimento, todos da Repsol, que estão a vender gasolina 98 a mais de dois euros por litro são Grândola (2,014 euros/litro), Penafiel (2,009 euros/litro), Vagos, (2,004 euros/litro), Loures (2,004 euros/litro) e Vendas Novas (2,004 euros/litro).

Segundo os dados da Pordata, de 2011 a 2015, a média do preço de venda de gasolina sem chumbo 98 variou entre 1,61 euros e 1,55 euros por litro. O gasóleo variou entre 1,37 euros e 1,20 euros por litro.

Entre 2016 e 2020, o ano em que a média do preço por litro da gasolina sem chumbo 98 foi mais alta ocorreu em 2018 (1,62 euros/litro) e a mais baixa foi em 2020 (1,52 euros/litro). Quanto ao gasóleo, a média foi de 1,18 euros em 2016 e de 1,30 euros em 2020.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network