"O ministro do Mar foi inaugurar um ecoponto. Querem que repita? Ou é suficiente para entenderem a palhaçada de país onde vivemos? Um ministro foi inaugurar um caixote do lixo. Pronto. É só isto. Literalmente, só isto", indica-se na mensagem associada a uma das publicações em causa, denunciada como sendo fake news por vários utilizadores do Facebook.

Confirma-se que o ministro do Mar "foi inaugurar um ecoponto" em Cascais?

Sim, mas não se trata de um ecoponto convencional e está integrado num projeto mais amplo.

No dia 14 de julho de 2020, de acordo com um comunicado do Governo, o ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, juntamente com a presidente da Docapesca, participou na inauguração de um ecoponto marítimo e no lançamento do projeto "A Pesca por um Mar Sem Lixo" em Cascais, onde incentivou os pescadores a participarem "enquanto elementos fundamentais deste projeto".

"O projeto, coordenado pela Docapesca - Portos e Lotas, S.A. com o apoio da APLM - Associação Portuguesa do Lixo Marinho, promove a recolha dos resíduos gerados a bordo e apanhados nas artes de pesca, disponibilizando contentores para as embarcações e infraestruturas adequadas para a sua receção em terra para posterior valorização. Cascais é o 15º porto de pesca a nível nacional onde o projeto está a funcionar", salienta-se no comunicado.

Na cerimónia, promovida pela Câmara Municipal de Cascais, o ministro lembrou que "em 30 anos se conseguiu melhorar de forma significativa a situação de derrames de petróleo no mar, mas os plásticos ficaram para trás e continuaram a contaminar os nossos mares, as nossas costas e a nossa vida marinha". Para Ricardo Serrão Santos, "só parando a quantidade de plástico que vai para o ambiente marinho se pode reduzir o número cetáceos, de aves, de répteis e de peixes que morrem à fome, apesar de terem o estômago cheio de plástico".

"Neste momento, com a entrada de Cascais, o projeto 'A Pesca por um Mar Sem Lixo' está implementado em 15 portos de pesca, e prevê-se que até ao final de 2020 seja alargado a mais cinco portos", informa-se no mesmo documento. "O ministro do Mar referiu ainda o projeto-piloto em curso no porto de pesca da Figueira da Foz com vista à redução do lixo marinho, onde, através de uma aplicação instalada no telemóvel, os pescadores poderão fazer um registo fotográfico dos resíduos avistados no mar. A aplicação fará depois uma caracterização dos resíduos e a sua georreferenciação e, nessa mesma app, informarão se recolheram ou não o lixo avistado".

________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network