O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Nuno Melo: “O desemprego jovem em Portugal está próximo de 20%”

Política
O que está em causa?
Respondendo a uma provocação sobre a juventude do seu antecessor na liderança do CDS-PP, no programa "Isto é gozar com quem trabalha - Especial outra vez eleições" da SIC, ontem à noite, Melo defendeu que não se deve "depreciar" a juventude que "vive muitas dificuldades" em Portugal. Desde logo com uma taxa de desemprego de cerca de 20%.

Nas eleições legislativas de 1987, quando o PSD de Aníbal Cavaco Silva conquistou a sua primeira maioria absoluta, o CDS de Adriano Moreira elegeu apenas quatro deputados (em 1985 tinham sido 22 e em 1983 chegara aos 30, sempre com Francisco Lucas Pires na liderança) e foi alvo de troça com a denominação de “partido do táxi“, pois os quatro deputados cabiam todos num táxi que os levava até à Assembleia da República.

Foi a partir desta história do partido entretanto rebaptizado como CDS-PP que o humorista Ricardo Araújo Pereira, ontem à noite (29 de fevereiro), ao entrevistar Nuno Melo no programa “Isto é gozar com quem trabalha – Especial outra vez eleições” da SIC, construiu uma piada em torno do anterior líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos (apelidado de “Chicão”). Afinal, em vez de “partido do táxi”, seria como um “clássico descapotável”. Como assim? “Antiquado, pequenino e, se estiver nas mãos de um miúdo de 20 anos, o mais provável é acabar escavacado“.

Uma referência óbvia ao desastroso resultado eleitoral do CDS-PP nas legislativas de 2022, sob a liderança do jovem Rodrigues dos Santos, quando pela primeira vez na história da democracia portuguesa ficou sem representação parlamentar.

O atual líder do CDS-PP ainda engoliu em seco, mas lá arranjou forma de contornar a armadilha, assegurando que “o CDS não é nada assim” e focando-se depois no eleitorado jovem.

“No que tem que ver com os mais novos e de 20 anos, eu não depreciava assim os mais novos e a juventude, quando mais é grande parte do seu auditório, como se vê nesta sala. Neste momento em Portugal, a juventude vive muitas dificuldades. Um em cada três jovens sai de Portugal. O desemprego jovem está em perto de 20%“, afirmou Melo.

Para depois sublinhar: “E tratar daquilo que é o futuro dos jovens, para poderem ter uma vida e uma carreira em Portugal, acho que é uma prioridade de qualquer partido, é uma prioridade da Aliança Democrática.”

Confirma-se que o desemprego jovem está próximo de 20%?

De acordo com os últimos dados apurados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no 4.º trimestre de 2023, a população empregada (4.980,5 mil pessoas) diminuiu 0,7% (35,0 mil) em relação ao trimestre anterior e aumentou 1,6% (79,8 mil) relativamente ao trimestre homólogo de 2022.

Quanto à população desempregada, estimada em 354,6 mil pessoas, aumentou 8,7% (28,5 mil) em relação ao trimestre anterior e 3% (10,4 mil) relativamente ao homólogo.

Está a ser difundido nas redes sociais o suposto resultado de uma recente sondagem da Universidade Católica para as próximas eleições legislativas: 26,7% das intenções de voto para o PS, 25,2% para a AD e 24,6% para o Chega. Ou seja, um empate técnico entre os três, pois a margem de erro é de 2,8%. Verdadeiro ou falso?

Mas o líder do CDS-PP referiu-se especificamente ao “desemprego jovem”.

Segundo os dados do INE, no 4.º trimestre de 2023, a taxa de desemprego de jovens (16 a 24 anos) foi estimada em 23,9%, valor superior em 3,6 p.p. ao do trimestre anterior e em 4 p.p. ao do trimestre homólogo.

No conjunto do ano de 2023, a taxa de desemprego de jovens (16 a 24 anos) situou-se em 20,3%, mais 1,2 p.p. do que no ano anterior.

Em suma, a alegação de Melo tem fundamento, pelo que recebe um selo de “Verdadeiro“.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes