"Maior número de ministros num Governo desde 1976, Chega!" Esta é a mensagem central de uma publicação que surgiu ontem na página oficial do partido Chega no Facebook, em letras garrafais, associada a uma imagem do primeiro-ministro António Costa.

Ao que acresce o seguinte texto: "António Costa acaba de anunciar o maior Executivo dos 21 governos constitucionais, mais um recorde de despesismo batido pelo PS, o partido que já nos conduziu a três bancarrotas. Numa época de acentuadas desigualdades sociais, de descrédito dos cidadãos na política e nos políticos, traduzido na forte abstenção, o PS dá um exemplo claro de que liga pouco à opinião dos portugueses. Chega!"

Confirma-se que o novo Governo de António Costa terá o maior número de ministros desde 1976?

Sim, o segundo Executivo liderado por António Costa vai integrar 19 ministros, além do primeiro-ministro, o que o torna o maior em ministérios dos 21 governos constitucionais.

Segundo a composição de Governo ​​​​​​​proposta ontem pelo primeiro-ministro e a que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deu assentimento, o XXII Governo Constitucional terá um total de 19 ministros, mais dois do que a primeira composição do XXI Governo de António Costa e do que a atual formação governamental.

A primeira composição do XXI Governo de António Costa, que tomou posse em 26 de novembro de 2015, integrava 17 ministros, além do primeiro-ministro, o que já o tornava um dos maiores dos 20 governos constitucionais desde 1976, que tiveram em média 16 ministérios. Na última grande remodelação governamental, concretizada em 18 de fevereiro deste ano, mantinha-se o número de ministros: 17, além do primeiro-ministro.

Até agora, o maior Executivo era o XVI Governo Constitucional, liderado por Pedro Santana Lopes, que contava com 18 ministros, além do primeiro-ministro. O segundo Executivo de António Guterres (XIV) e o Executivo de Durão Barroso (XV) tinham, além do primeiro-ministro, 17 pastas ministeriais.

O executivo mais pequeno da história da democracia portuguesa foi o primeiro Governo de maioria PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho que, quando tomou posse, a 21 de junho de 2011, tinha apenas 11 ministros, além com o primeiro-ministro. Contudo, no final da legislatura, o executivo já contava, no total, com 15 pastas ministeriais.

O I Governo Constitucional, liderado pelo socialista Mário Soares, tomou posse em 23 de julho de 1976, depois da vitória nas eleições legislativas de 25 de abril desse ano, tinha 16 pastas, todas atribuídas a homens.

Em contrapartida, o número de mulheres ministras duplicará em relação à formação inicial do XXI Governo Constitucional - passando de quatro para oito - e terá mais três do que a atual composição governamental (eram cinco).  Desde a primeira e única mulher a governar Portugal - Maria de Lurdes Pintasilgo, no topo da hierarquia do quinto Governo Constitucional (1979) - a equipa com maior número de membros femininos tinha sido, até agora, a escolhida pelo socialista José Sócrates no seu segundo mandato, entre 2009 e 2011. Entre os 16 ministros, havia cinco mulheres.

.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro