O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Novo Banco vendeu por 465 mil euros campo de golfe com valor de mercado de 4,5 milhões?

Economia
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Em publicação que se tornou viral nas redes sociais alega-se que o Novo Banco terá vendido muito abaixo do preço de mercado um campo de golfe localizado em Benavente. A empresa que supostamente comprou o ativo foi a Choice Diversity. Confirma-se o negócio e o valor do mesmo?

“O Novo Banco vendeu, recentemente, o Campo de Golfe de Santo Estêvão, em Benavente, à empresa Choice Diversity por 465 mil euros!!!! Menos do que custa um apartamento familiar T3 no centro do Porto! Por um ativo que terá um valor de mercado entre os 4,5 e os 6 milhões de euros”, garante-se na mensagem que foi partilhada mais de quatro mil vezes no Facebook. 

O autor do texto considera ainda que este valor “é uma autêntica ‘pechincha’, cuja diferença de preço é assegurada pelo ‘buraco’ de resolução, através da garantia bancária dos 3,0 MM [ndr: mil milhões] prestada e que virá a ser suportada, em última instância pelos impostos” dos portugueses. 

campo de golfe

Confirma-se que o Novo Banco vendeu o Campo de Golfe de Santo Estêvão por 465 mil euros, um valor muito inferior ao preço de mercado?

Ao Polígrafo, fonte oficial da instituição bancária respondeu que “o ativo em questão era propriedade do Fundo Arrábida desde 2013 e não do Novo Banco, sem registo de qualquer manifestação de interesse pela sua compra, qualquer que fosse o valor”. De acordo com a mesma fonte, “cabia ao Fundo Arrábida a avaliação do ativo”.

Porém, embora de gestão independente, o Fundo Arrábida faz parte do Grupo Novo Banco, como prova o Relatório e Contas (R&C) de 2019: “O Fundo é administrado, gerido e representado pela GNB – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Imobiliário, S.A. (Sociedade Gestora). O Novo Banco, S.A. assume as funções de Banco depositário do Fundo e nessa qualidade tem a custódia de todos os ativos mobiliários que constituem o Fundo.” No site da GNB, a empresa aparece igualmente identificada como pertencente ao Grupo Novo Banco.

Novo Banco

De acordo com o mesmo documento, foi em agosto de 2013 que o fundo “adquiriu a totalidade do capital da Ribagolfe pelo montante de 10.341.540 euros”. Ainda nesse ano e no seguinte, “foram efetuados aumentos de capital no montante total de 5.350.000 euros”. Ou seja, um valor total de cerca de 15,7 milhões de euros. 

No R&C de 2019 explica-se ainda que o ativo da Ribagolfe era “composto, essencialmente, por dois campos de golfe situados em Santo Estevão”. Os terrenos encontravam-se registados nas contas da participada com o valor determinado por “avaliações efetuadas em novembro de 2019 e 2018, respetivamente, por dois peritos avaliadores independentes, pelo montante médio de 1.379.340 euros e 2.796.081 euros”.

campo de golfe Novo Banco

Na resposta ao Polígrafo, fonte oficial do Novo Banco disse ainda que “a proposta do fundo Davidson Kempner (a Choice Diversity é uma sociedade pertencente ao fundo), foi a melhor de duas apresentadas no processo de venda do Nata II” – uma carteira de créditos malparados. Adicionalmente, acrescentou, “não houve qualquer exercício de direito de preferência”. 

No R&C de 2019, também é revelado que o negócio foi feito por um valor abaixo dos 500 mil euros: “Em 31 de dezembro de 2019 existe um contrato promessa de compra e venda do imóvel Campo de Golfe de Santo Estêvão em Benavente no valor de 465.645 euros, dos quais já se encontram recebidos 42.186 euros.”

campo de golfe Novo Banco

Ao Polígrafo, a instituição bancária assegurou que “o ativo não está coberto pela garantia do Fundo de Resolução”, ao contrário do que se alega na publicação em análise. Criado para intervir em resoluções bancárias, mas com fundos insuficientes, o Fundo de Resolução (entidade da esfera do Estado gerido pelo Banco de Portugal) tem pedido empréstimos ao Estado para pagar as medidas de resolução aplicadas ao BES, sobretudo. 

“O lote arrendado relativo ao campo de golfe demonstrava um histórico de incumprimento que levou a que, nos últimos anos, o Fundo Arrábida registasse reservas nas suas contas anuais consultáveis no site da CMVM. A própria sociedade gestora era uma herança do BES e totalmente dependente do crédito do Banco”, explicou ainda a mesma fonte do Novo Banco. 

A instituição bancária sublinha ainda que “a valorização do campo de golfe está totalmente condicionada ao sucesso da promoção do desenvolvimento imobiliário na envolvente e o Banco considera um negócio de elevado risco e para o qual o Banco não tem qualquer vocação.”

De referir também que o Fundo Arrábida mantinha, em 2019, “a cedência da exploração dos seus campos de golfe e ativos conexos à Greendraive – Gestão e Exploração de Campos de Golfe e Complexos Turísticos, Lda”. É esta empresa que explora e gere os campos de golfe da Orizonte Golfe, incluindo o de Santo Estêvâo. No portal eInforma, que disponibiliza informação comercial de todas as empresas portuguesas e de mais de 200 milhões de empresas em todo o mundo, o Banco Espírito Santo S.A, em liquidação, aparece como a empresa-mãe da Greendraive.

greendraive

O Campo de Golfe de Santo Estêvão, inaugurado em 2004, foi desenhado por Donald Steel, estende-se por 6.382 metros e tem 18 buracos. “Perfeitamente integrado no meio natural, este campo dispoê de um enquadramento paisagístico singular, onde os sobreiros e os grandes espaços, conferem ao campo, um ambiente ímpar tipicamente português, testemunho da exploração de cortiça e criação de gado que caracterizam a região”, pode ler-se no site da Orizonte Golfe. 

Em suma, conclui-se que o Novo Banco vendeu o Campo de Golfe de Santo Estêvão por 465 mil euros. Apesar da instituição bancária dizer que o empreendimento pertencia ao Fundo Arrábida, este faz parte do grupo Novo Banco. A publicação em análise alega que o valor de mercado do empreendimento era de pelo menos 4,5 milhões de euros, um valor distante dos quase 3 milhões definidos numa avaliação em 2018. Ainda assim, essa disparidade não altera a avaliação do Polígrafo, uma vez que o negócio foi realmente efetuado muito abaixo do valor de mercado.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações “Verdadeiro” ou “Maioritariamente Verdadeiro” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque