"Já imaginaram termos estas gentes no poder ou a influenciar e condicionar a governação de um país? Ainda bem que o PS e os camaradas César, Costa, Catarina e Santos Silva já nos garantiram que 'não vendem a sua alma ao diabo' e 'não se encostam, nem negoceiam nem fazem acordos com partidos, nem gentes extremistas, radicais, que apoiam regimes totalitários, ditaduras e tiranos", lê-se no texto da publicação, com mais de uma centena de partilhas.

No post destaca-se também uma imagem do XX Congresso do PCP que decorreu em 2019 e um título em forma de notícia, com data de 28 de novembro de 2020 (em contradição com a imagem), que passamos a transcrever: "Congresso do PCP: Aprovado por unanimidade, voto de apoio e louvor aos regimes de Cuba, Venezuela e Coreia do Norte".

Post PCP

Confirma-se ou não que no último Congresso do PCP foi aprovado um "voto de apoio e louvor aos regimes de Cuba, Venezuela e Coreia do Norte"?

Questionado pelo Polígrafo, o gabinete de impresa do partido garante ser falso que no XXI Congresso do PCP, realizado entre os dias 27, 28 e 29 de novembro, "tenha havido voto de apoio e louvor aos regimes de Cuba, Venezuela e Coreia do Norte".

"A exemplo de congressos anteriores, os delegados dirigiram, em moção aprovada, a sua solidariedade com os povos vítimas de ingerência e agressão do imperialismo, que lutam pelos seus direitos e que procuram o seu desenvolvimento soberano", esclarece o PCP, na resposta ao Polígrafo.

Na moção em causa pode ler-se que "o PCP afirma a sua solidariedade ao heróico povo cubano que persiste na construção do socialismo e na resistência ao bloqueio dos EUA".

O mesmo se aplica "aos povos resistentes da Síria, da Venezuela, da Bolívia, do Chile, da Colômbia, da Nicarágua, do Brasil, do Irão, do Líbano, do Iraque, do Afeganistão, do Sara Ocidental, de Chipre, da Bielorrússia, da RPD da Coreia, do Vietname e de tantos outros países, que são vítimas da ingerência e da agressão do imperialismo".

Ou seja, não foi aprovado um "voto de apoio e louvor aos regimes de Cuba, Venezuela e Coreia do Norte", ao contrário do que se alega na suposta notícia que é falsa. Foi aprovada, sim, uma moção de solidariedade dirigia aos povos de vários países "vítimas da ingerência e da agressão do imperialismo", de Cuba e Síria até ao Brasil, Iraque ou Vietname, entre outros.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network