"Em relação às vacinas e à terceira dose. Leiam só estas palavras. E mais não é preciso dizer", destaca-se numa publicação de 15 de novembro. No post é divulgada uma imagem com vários recortes de alegadas notícias em que se lê: "O Presidente da Croácia atacou os media na segunda-feira depois de um repórter ter perguntado o porquê de a taxa de vacinação não ser tão alta quanto em outros países da União Europeia. O Presidente croata Zoran Milanovic respondeu dizendo 'Não seremos mais vacinados'."

A citação atribuída a Zoran Milanovic é verdadeira?

Tal como verificado por várias plataformas de fact checking internacionais, tais como a Agence France Presse (AFP) Checamos e a Agência Lupa  é falso que Milanovic tenha proferido a expressão "não seremos mais vacinados" ou tenha procedido à suspensão do processo de vacinação naquele país.

As publicações a circular nas redes sociais, que se tornaram virais em vários países, partem de uma interpretação descontextualizada das palavras proferidas pelo presidente croata durante uma entrevista, a 10 de setembro, em que condenou "o alastrar do pânico" em relação à Covid-19.

Nessa ocasião, um jornalista questionou Milanovic sobre a taxa de vacinação na Croácia em comparação com os restantes países da União Europeia (UE), que naquela data se situava nos 43% da população com as duas doses da vacina contra a Covid-19. O presidente croata respondeu: "Eu não me importo, estamos suficientemente vacinados", acrescentando que o objetivo da vacinação não é erradicar completamente o vírus e que seria necessário "continuar com uma vida normal".

  • Roménia vai encerrar "todos os centros de vacinação" contra a Covid-19?

    Várias publicações nas redes sociais dão conta que a Roménia fechou mais de uma centena de centros de vacinação por desinteresse público e irá mesmo encerrar todos os centros do país. Na maioria das publicações, sublinha-se que esta decisão aconteceu porque 70% dos romenos recusa vacinar-se e são partilhadas fotografias de protestos de grande dimensão.

Apesar das declarações serem verdadeiras, é falso que o presidente tenha comunicado que o processo de vacinação iria terminar na Croácia. Da mesma forma, tanto no decorrer da entrevista como em declarações posteriores, Milanovic nunca incentivou a população a não ser inoculada.

O chefe de Estado croata foi vacinado contra a Covid-19 em janeiro e apelou nessa altura à vacinação. "Apelo a todos os que querem, e também aos que não querem ou hesitam, a vacinar-se, porque a vacina não foi feita 'de cor', mas passou por um processo de aprovação muito rigoroso e com certeza vai ajudar", referiu Zora Milanovic depois de ser inoculado no início do ano.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network