No final da primeira temporada, a série de animação “The Simpsons” era já um fenómeno de popularidade incontornável, e a equipa de produção decidiu cavalgar a onda e apostar em fontes de receita alternativas. Uma delas foi a edição de um disco, mesmo a tempo de apanhar a onda consumista de Natal.

“The Simpsons Sing the Blues” foi editado em novembro de 1990 e Do the Bartman” era uma das faixas do álbum. A canção nunca chegou a ser editada em single nos EUA mas portou-se muito bem noutros países onde tal aconteceu. “Portou-se bem” é, na verdade, um eufemismo.

O single foi número 1 nas tabelas do Reino Unido, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia e Noruega. Nos EUA também teve o merecido airplay nas estações de rádio e, sublinha a “Rolling Stone”, começaram a surgir rumores “de que o tema teria sido escrito, anonimamente, por Michael Jackson, um grande fã dos Simpsons, mas os produtores da série negaram”.

Foi preciso esperar vários anos até o criador da série, Matt Groening, confessar: Michael “Jackson foi de facto co-autor da canção. Só que foi obrigado a manter a boca calada porque estava contratualmente proibido de escrever canções para outra editora que não a sua”, escreve a “Rolling Stone”.

No ano seguinte à edição do disco, em 1991, a equipa de produção dos Simpsons decidiu fazer um video-clip para a canção. E o êxito foi o esperado: enorme! Tornou-se presença assídua nas playlists da MTV e foi nomeado para os MTV Video Music Awards de 1991 (mas não ganhou…).

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network