Num artigo publicado no site da Fender, para assinalar aquele que seria o 108º aniversário de Leo Fender - nasceu em 1909 -, Pauline France escreve que o criador das famosas Telecaster e Stratocaster, afinal, “não sabia tocar guitarra e reza a lenda que não conseguia sequer afiná-las”.

Mas nada que impedisse o jovem Leo Fender de criar aquelas que se afirmaram como as mais populares guitarras elétricas do planeta.

A música não era, todavia, um elemento estranho para Fender. No mesmo artigo podemos ler que “teve lições de piano mas acabou por trocar aquele instrumento pelo saxofone”. A paixão pelo saxofone também não foi duradoura e acabou substituída por aquela que estaria acabaria por dar origem às guitarras e outros produtos da marca Fender: “A rádio e a eletrónica acabariam por assumir a sua preferência”.

A guitarra Fender não foi a primeira de corpo maciço, sem caixa de ressonância, mas foi a que mais depressa se popularizou. No obituário de Leo Fender, de março de 1991 - tinha 82 anos, sofria da doença de Parkinson e morreu a caminho do hospital, depois de ser encontrado inconsciente, em casa -, o jornal "The New York Times" recordou que, “apesar de Les Paul ter construído a primeira guitarra elétrica de corpo maciço, a Broadcaster do Sr. Fender, desenhada com George Fullerton, entrou em produção em série no ano de 1948”.

A Broadcaster passou a chamar-se Telecaster, em 1950, e tornou-se bastante popular entre músicos country e os primeiros rockers, salienta-se no mesmo artigo.

Foi preciso esperar mais quatro anos para, em 1954, surgir a ainda mais famosa Stratocaster, um modelo de guitarra elétrica que deu origem - e continua a dar origem - a um sem número de imitações. Mas o original, escreve o “The New York Times”, rapidamente se tornou o eleito entre “estrelas do rock como Eric Clapton, Keith Richards, Buddy Holly e Jimi Hendrix”.

Quando os Rolling Stones foram incluídos na Rock & Roll Hall of Fame, lê-se no mesmo artigo, o guitarrista Keith Richards agradeceu a Deus por “Leo Fender, que fez estes instrumentos para nós tocarmos”.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network