“Quem é o Brian May para falar alguma coisa? Ah ‘tá, é só um astrofísico que por ventura é guitarrista de uma das maiores bandas de todos os tempos”, lê-se numa publicação do Facebook feita a propósito de uma crítica do músico dos Queen aos terraplanistas (pessoas que acreditam que a Terra é plana).

O guitarrista de uma das bandas mais populares de sempre fez um post na sua página no Instagram, escrito em tom irónico, sobre quem nega a forma esférica do planeta. Na sequência desta publicação, surgiu nas redes sociais a teoria de que Brian May é, além de músico, astrofísico.

Confirma-se?

Apesar de Brian May ser conhecido pelo seu trabalho na música, é verdade que o guitarrista tem formação na área da astrofísica. Aliás, em 2015, o músico dos Queen encontrou-se com a equipa da NASA responsável pela sonda espacial interplanetária New Horizons.

À data, a agência espacial norte-americana partilhou imagens do encontro num artigo do seu site em que se escreve que “May, doutorado em astrofísica, ficou impressionado com a oportunidade de conhecer a equipa e de vasculhar imagens e outros dados do sistema de Plutão em tempo real”.

Na mesma altura, o guitarrista publicou um texto no seu blogue descrevendo o encontro como uma experiência “inesquecível”. “Ainda estou a cair em mim. Alan Stern, o líder da equipa científica da APL em Laurel, Maryland, fez questão de que eu fosse tratado como um membro da família, como um colaborador, e senti-me privilegiado até o enésimo grau”, escreveu.

Segundo a biografia oficial de Brian May, o músico entregou a tese de doutoramento sobre “Movimentos de poeira interplanetária” pela Imperial College de Londres, em 2007, mais de trinta anos depois de deixar o ensino superior para se dedicar à música.

__________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network