Na imagem surge Richarlison de Andrade, avançado da seleção brasileira de futebol que marcou dois golos (um deles em movimento acrobático e candidato instantâneo a melhor golo da competição) no primeiro jogo da "canarinha" no Mundial do Qatar, contra a Sérvia. Aos 25 anos, na sequência de uma subida a pulso no futebol britânico (Watford, Everton, Tottenham), terá assim atingido o auge da sua carreira profissional de futebolista.

O protagonismo de Richarlison por estes dias foi aproveitado pelos apoiantes de Jair Bolsonaro, presidente cessante do Brasil (derrotado nas recentes eleições por Lula da Silva) para espalharem mais uma fake news nas redes sociais. Em causa está uma suposta dedicatória de Richarlison no final do jogo frente à Sérvia.

"'Dedico os dois golos que fiz ao maior patriota brasileiro: Jair Messias Bolsonaro. Ele foi, é e sempre será nosso Presidente'. Richarlison para a TV Globo após o jogo com a Sérvia", destaca-se em publicação viral nas redes sociais, com epicentro no Brasil.

A citação atribuída ao futebolista brasileiro, porém, é apócrifa.

O facto é que, na entrevista que concedeu à TV Globo logo após o jogo contra a Sérvia (pode ver aqui), Richarlison não fez qualquer referência a Bolsonaro.

"A suposta declaração de Richarlison foi inventada na Internet. A prova disso está em dois pontos. O primeiro é que Richarlison não declarou apoio a Bolsonaro nas eleições (aliás, já já vamos desmentir a fake news que aponta que ele 'apoiou Lula'). O segundo é que na fala à Globo, Richarlison nada falou sobre política. Na entrevista do pós-jogo, Richarlison falou sobre a lesão que teve antes da Copa do Mundo, sobre o drama que passou pela incerteza de ir para a Copa e sobre o segundo golo, de voleio (em que ele lembrou que havia marcado durante os treinos da seleção na Itália). Em nenhum momento, ele faz qualquer citação a Bolsonaro ou à política do Brasil", confirma a "Boatos.org", plataforma brasileira de verificação de factos.

  • Jogo de futebol da seleção portuguesa foi exibido numa capela da Universidade de Coimbra?

    A fotografia é insólita: naquilo que parece ser uma capela está, ao centro, uma televisão onde é transmitido o jogo de estreia da seleção nacional no Mundial do Qatar de 2022, contra o Gana. Cristiano Ronaldo ocupa o ecrã e é possível ver pelo menos cinco pessoas sentadas a assistir ao jogo, de onde Portugal saiu vitorioso. Estamos perante uma imagem autêntica?

"Ao buscar pela declaração em qualquer fonte confiável pela informação, nada encontramos. Ou seja: ela, de facto, brotou na Internet e não tem qualquer fundo na realidade. Resumindo: é falsa a informação que aponta que Richarlison dedicou os golos da vitória do Brasil contra a Sérvia ao presidente Jair Bolsonaro. Ele não falou nada sobre política após o jogo e a declaração é mais uma inventada na Web", conclui.

__________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network