"Metro de Lisboa vai passar o relato do jogo nos intercomunicadores nas estações", lê-se no tweet de 24 de novembro. No mesmo dia a seleção portuguesa enfrentava o Gana na sua estreia no Mundial de Futebol da FIFA, realizado no Qatar, jogo do qual saiu vitoriosa.

Além dos tempos de espera pelos próximos transportes, o monitor que indica as paragens mostra a mensagem "Força Portugal", ou assim indica a fotografia difundida no mesmo tweet, remetido ao Polígrafo como sendo falso ou enganador.

A imagem, porém, é bastante real: para apoiar a participação da seleção portuguesa de futebol no Qatar, o Metro de Lisboa decidiu utilizar os monitores colocados em todas as estações. O desejo de "força", no entanto, não acumula com a transmissão dos relatos dos jogos.

Ao Polígrafo, fonte oficial do Metro de Lisboa assegura que é falso que os jogos estejam a ser transmitidos através dos intercomunicadores que habitualmente sinalizam as paragens.

Sobre o Mundial de Futebol, o Polígrafo já desmentiu algumas informações que circularam nas últimas semanas, como por exemplo o boato sobre as bandeiras LGBTQIA+. Não há qualquer comunicado oficial das autoridades do Qatar, nem da Comissão Organizadora do evento, sobre a eventual proibição de bandeiras LGBT nos estádios.

Por seu lado, a FIFA garantiu no final de 2020 que tanto as bandeiras como as camisolas arco-íris (do movimento LGBT) serão permitidas durante a competição. Mais recentemente, porém, o jornal britânico "The Guardian" questionou as autoridades do Qatar sobre essa matéria e obteve uma resposta dúbia ou pouco esclarecedora.

Quanto à seleção nacional, o Polígrafo também confirmou que, de facto, os portugueses seguiram viagem rumo ao Qatar na passada sexta-feira, dia 18 de novembro, a bordo de um avião do modelo Airbus A340-300, da companhia "Air x Charter" sediada em Malta, modificado para proporcionar um maior conforto aos passageiros. Este avião não é propriedade da TAP, companhia aérea portuguesa, o que gerou uma série de críticas nas redes sociais.

___________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network