A existência de um maior risco de eventos trombo-embólicos em mulheres que tomem pílulas contraceptivas hormonais combinadas - compostas por progesterona e estrogénio - origina uma nova dúvida relativamente às consequências da Covid-19: as mulheres que testem positivo devem interromper a toma da pílula? 

Questionada pelo Polígrafo, Teresa Bombas, especialista em ginecologia-obstetrícia da Associação Portuguesa de Contracepção, assegura que não é necessário interromper o tratamento contraceptivo sem que haja indicação do médico. "O que nós sabemos é que as mulheres com doença Covid-19 ativa, com sintomas e que têm de ficar acamadas, têm um risco aumentado de trombo-embolismo. Na sociedade prática, não representa um risco acrescido. É para pessoas que têm doença grave e que estão internadas".

As dúvidas relacionadas com a toma da pílula e a Covid-19 advêm do aparecimento de coagulações nos casos graves da infeção provocada pelo SARS-CoV-2. Isto porque a presença da hormona estrogénio nestes anticoncepcionais também pode representar, em situações raras, um acréscimo da probabilidade de trombo-embolismo. Ou seja, a combinação de ambas poderia gerar uma situação de duplo risco.

Na verdade, porém, trata-se de um risto meramente teórico. De acordo com Ana Luísa Areia, médica obstetra do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra e vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Obstetrícia e Medicina Materno Fetal, não há artigos publicados "sobre eventos trombo-embólicos em mulheres que estejam a fazer contracepção hormonal combinada e que tenham tido Covid-19".

Quando as mulheres são internadas, a medicação contraceptiva é mesmo interrompida e, segundo os protocolos de tratamento para pacientes positivos para SARS-CoV-2, é administrada uma terapêutica que previne o aparecimento de coágulos e reduz a existência de fenómenos trombo-embólicos.

"Uma pessoa que testa positivo não precisa de mudar o contracetivo", afirma Teresa Bombas. Em casos de doença leve ou assintomática, as mulheres podem questionar o médico responsável por realizar a vigilância ativa se há necessidade de alterar o método contraceptivo.

"Se for uma jovem saudável que esteja a fazer a pílula e que sabe que é Covid-19 positiva, mas completamente assintomática, é discutível parar a contracepção hormonal com estrogénios. Estamos a falar de uma positividade que, em pessoas de baixo risco ou assintomáticos, pode permanecer durante 10 ou 15 dias", sublinha Ana Luísa Areia. Também há que ter em conta que a alteração da pílula pode demorar algum tempo a fazer efeito, dependendo da altura do ciclo.

De resto, a pílula combinada não é prescrita a pessoas que apresentem uma maior predisposição para tromboses - como, por exemplo, excesso de peso, idade superior a 35 anos, tabagismo ou doenças de coagulação -, precisamente devido ao risco associado. Nesses casos é receitado pelo médico um contraceptivo que não contenha estrogénio. "Habitualmente, as mulheres que estão a fazer a pílula combinada são mulheres que terão baixo risco de eventos trombóticos, porque caso contrário não a deveriam estar a tomar", conclui Ana Luísa Areia.

A hormona responsável pela prevenção da gravidez é a progesterona, o que significa que os contraceptivos sem estrogénio apresentam a mesma taxa de contracepção dos combinados. "O efeito contraceptivo não é do estrogénio, é da progesterona", explica Teresa Bombas. "Os estrogénios servem para controlo do ciclo e para outros benefícios não contraceptivos, como o controlo do acne. Basta a progesterona para ser um contracetivo eficaz". 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que "todos os métodos de contracepção são de utilização segura, incluindo durante a pandemia de Covid-19". No entanto, o organismo aconselha as mulheres com diabetes, tensão alta ou cancro da mama a "procurar aconselhamento de um profissional de saúde, de forma a assegurar que estão a usar o método contraceptivo que mais se adequa e é mais seguro".

Para saber mais sobre qual é o melhor método de planeamento familiar a utilizar, a Associação para o Planeamento Familiar publicou um documento no qual se apresentam as diferentes opções à disposição. 

______________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Impreciso
International Fact-Checking Network