O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Miranda Sarmento: “Entre 2000 e 2024, a economia portuguesa cresceu, em média, 0,7% ao ano”

Política
O que está em causa?
No debate parlamentar sobre o Programa do Governo, o ministro das Finanças destacou "o fraco crescimento económico destes últimos 25 anos" como "o maior problema que Portugal enfrenta".
© Agência Lusa / António Cotrim

Após ter enaltecido uma série de medidas do Programa do Governo, em debate na Assembleia da República – nomeadamente a taxa máxima de 15% no IRS para os jovens até aos 35 anos, ou a redução da taxa de IRC de 21% para 15% no espaço de três anos -, o novo ministro de Estado e das Finanças, Joaquim Miranda Sarmento, defendeu ontem (11 de abril) a necessidade de aumentar o ritmo do crescimento económico.

Para Miranda Sarmento, “o maior problema que Portugal enfrenta é o fraco crescimento económico destes últimos 25 anos”. Nesse âmbito referiu que “entre 2000 e 2024, a economia portuguesa cresceu, em média, 0,7% ao ano“.

A percentagem indicada tem fundamento?

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), compilados na Pordata, a taxa de crescimento real do PIB (Produto Interno Bruto) nos últimos 25 anos evoluiu da seguinte forma: +1,94% em 2001; +0,77% em 2002; -0,93% em 2003; +1,79% em 2004; +0,78% em 2005; +1,63% em 2006; +2,51% em 2007; +0,32% em 2008; -3,12% em 2009; +1,74% em 2010; -1,70% em 2011; -4,06% em 2012; -0,92% em 2013; +0,79% em 2014; +1,79% em 2015; +2,02% em 2016; +3,51% em 2017; +2,85% em 2018; +2,68% em 2019; -8,30% em 2020; +5,74% em 2021; +6,83 em 2022; e +2,26% em 2023. 

Segundo as nossas contas, desde 2000, a média anual da taxa de crescimento do PIB foi de cerca de 0,91%.

Muito próxima da que foi evocada por Miranda Sarmento, em alegação que classificamos portanto como verdadeira.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque