"Ministro da Saúde da Bélgica...onde está a agulha", questiona-se numa publicação no Facebook em inglês.

No Twitter, uma publicação com mais de 2.000 partilhas remete para o vídeo em que, alegadamente, o político está a ser inoculado. "Ministro da Saúde belga finge tomar a vacina. Mas não existe agulha. Porque não?" (tradução livre), denuncia-se no tweet.

Tal como verificado por várias plataformas de fact-checking internacionais, o vídeo está a ser difundido nas redes sociais de forma descontextualizada e associado a informações falsas.

Em primeiro lugar, ao contrário do que se afirma nos vários posts, o homem que surge na gravação não é Frank Vandenbroucke, ministro da Saúde belga, mas sim Bart Somers, vice-presidente do Governo flamengo.

  • Kamala Harris fingiu tomar a vacina para a Covid-19 em direto na televisão?

    Circula nas redes sociais a denúncia de que Kamala Harris, vice-presidente eleita dos Estados Unidos da América, terá fingido tomar a vacina para o novo coronavírus. A alegação tem como base um vídeo no qual se vê a enfermeira que administrou a vacina a fazer um movimento tido como "suspeito" com a seringa.

Segundo a Reuters, no dia 1 de fevereiro de 2021, Bart Somers e 50 voluntários fizeram parte de um evento de teste num centro de vacinação que seria inaugurado na cidade belga de Bilzen. O objetivo da simulação seria o de prever possíveis problemas de logística, antes mesmo das vacinas contra a Covid-19 começarem a ser administradas.

Assim, o vídeo que circula nas redes sociais é um excerto retirado de uma peça televisiva que noticiava este evento de simulação. Na sua página de Twitter, Somers esclareceu que "durante o teste não foi administrada qualquer vacina ou injeção".

Assim, conclui-se que é falsa a informação de que o ministro da Saúde belga fingiu ser vacinado. O vídeo que tem sido utilizado como prova para difundir esta mentira mostra, na verdade, o ministro flamengo Bart Somers a participar num evento de simulação em que não foram administradas vacinas.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network