"Edson Arantes do Nascimento (ou Pelé, se preferir) morreu hoje pela manhã, em 2019, aos 79 anos de idade. Abra foto no WhatsApp para ver detalhes". Esta foi uma das formas como a mensagem viral no WhatsApp que "noticiava" a morte de Pelé, antigo jogador de futebol brasileiro (para muitos, sobretudo conterrâneos, considerado como o melhor futebolista de todos os tempos), se espalhou pelas redes sociais, ao longo dos últimos dias.

Primeiro no Brasil, mas entretanto já chegou a Portugal.

Verdade ou falsidade?

Claramente falsidade. Não há qualquer notícia fidedigna (até ao momento) sobre a morte de Pelé. A antiga glória do futebol brasileiro continuou, aliás, a ser vista em público, nestes últimos dias. Trata-se de uma mentira viral que já foi desmentida pela “Boatos.org”, plataforma brasileira de fact-checking, no dia 2 de maio. Inclusive através de um vídeo explicativo.

"Na realidade, era tudo uma pegadinha. Como? A foto de Pelé, se ampliada no WhatsApp, mostrava o famigerado 'negão do WhatsApp' (…). É isso mesmo: o 'anúncio' da morte de Pelé só serviu para promover uma 'pegadinha'", apurou a "Boatos.org".

E conclui: "A história que aponta que Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, morreu em 2019, é falsa. Na realidade, é uma 'pegadinha' que se espalhou na Internet e saiu enganando muita gente por aí. Não caia nessa".

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua