O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Mélenchon prometeu que o árabe passará a ser língua oficial em França após resultados eleitorais?

Internacional
O que está em causa?
O líder da coligação de esquerda disse ontem, após os resultados da segunda volta das legislativas em França, que "a vontade do povo deve ser estritamente respeitada" e que Macron "tem o dever de chamar a Nova Frente Popular a governar". Mas será que disse em algum momento que o árabe passará a língua oficial do país, como se alega no X?
© EPA/ANDRE PAIN

O povo francês “votou em consciência”, disse ontem (7 de julho) o líder da França Insubmissa Jean-Luc Mélenchon, em reação às primeiras projeções que apontavam para a vitória, hoje confirmada, da coligação de esquerda Nova Frente Popular.

 

Mas será que Melénchon prometeu que o árabe se tornaria a língua oficial francesa?

A alegação circula no X como se se tratasse de uma notícia de “última hora” que informa que o “líder da Nova Frente Popular, Jean-Luc Mélenchon, prometeu que o árabe se vai tornar uma língua oficial em França após os resultados eleitorais de hoje”.

Acrescenta-se ainda a seguinte citação atribuída a Mélenchon: “Muitos irmãos muçulmanos votaram em nós.”

No entanto, não só não é indicada qualquer fonte para esta suposta alegação ou notícia, como uma pesquisa por este tipo de posição vinda do líder da coligação de esquerda não releva resultados.

No seu discurso de cerca de oito minutos (que pode ver aqui), Mélenchon não refere uma única vez que pretende tornar o árabe língua oficial em França e esta suposta “promessa” também não consta do programa da Nova Frente Popular. A única coisa que se escreve sobre a língua nesse documento é que se pretende “promover o ensino de línguas regionais no exterior”.

A promessa também não surge em momento algum em declarações passadas.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque