“Renomado médico forense destrói imprensa: ‘Ninguém morreu de Covid-19’”, destaca-se no título de uma das publicações em causa.

“O proeminente professor de medicina forense Klaus Püschel tem vasta experiência em autopsiar indivíduos que morreram com o coronavírus chinês em Hamburgo, Alemanha. Durante uma aparição na televisão alemã, o professor surpreendeu a plateia ao afirmar que a histeria por causa do coronavírus é ‘completamente exagerada’, pois todas as fatalidades que ele examinou apresentavam doenças anteriores sérias que logo resultariam em morte com ou sem o vírus. Püschel afirmou que não há um ‘vírus assassino’”, indica-se no respetivo texto.

Verdade ou falsidade?

Estas alegações já foram analisadas pela “Correctiv”, plataforma alemã de verificação de factos que, em artigo publicado no dia 17 de abril de 2020, concluiu que são maioritariamente falsas, descontextualizando e extrapolando declarações do médico legista Klaus Püschel.

De facto, em entrevistas recentes, Klaus Püschel salientou que a maioria dos infetados com o novo coronavírus na cidade de Hamburgo que morreram, já tinham outras doenças anteriores. No entanto, o médico legista alemão nunca disse que nenhuma pessoa saudável morreu com Covid-19.

As estatísticas oficiais demonstram que pessoas saudáveis, isto é, sem doenças graves anteriores à pandemia, também podem ser bastante afetadas ao contraírem a Covid-19. De resto, segundo apurou a “Correctiv”, as autópsias efetuadas na cidade de Hamburgo revelaram que a Covid-19 foi a causa de morte em quase todos os casos analisados.

___________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações “Falso” ou “Maioritariamente Falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network