A senhora de idade mais avançada chama-se Raquel Odete. Ou pelo menos é isso que indica o seu perfil na rede social Twitter. No dia 9 de maio, Raquel Odete publicou um tweet com a seguinte mensagem: "Hoje estava no Fórum Coimbra e quando estava a passar na passadeira, Marisa Matias atravessa o seu BMW à minha frente e não me deu passagem!!! Vergonha estes do Bloco!!!"

A imagem deste tweet está a ser difundida noutras redes sociais como o Facebook e também em páginas ligadas a grupos ou movimentos de extrema-direita. Curiosamente, essas partilhas externas estão a ter um maior impacto do que a publicação original dentro do Twitter, a qual foi poucas vezes republicada até ao momento. Esse maior impacto parece resultar das extrapolações que se fazem a partir da mensagem inicial: "atravessa o seu BMW" escala para "tentativa de atropelamento" e serve de pretexto a discurso de ódio contra "estas gajas do Bloco" e "da esquerda-caviar".

É verdade que Marisa Matias não deu passagem à referida senhora numa passadeira para peões, em Coimbra, no dia 9 de maio, atravessando-se à frente com o seu automóvel de marca BMW? E, a confirmar-se, isso pode ser classificado como uma tentativa de atropelamento? Verificação de factos.

De acordo com a agenda oficial da eurodeputada e novamente candidata às eleições para o Parlamento Europeu, como cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda, no dia 9 de maio não se verificou qualquer passagem por Coimbra.

Ora, Marisa Matias tem participado em sucessivas ações de campanha eleitoral e, no dia 9 de maio, logo pela manhã, esteve num debate promovido pela rádio TSF no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, juntamente com os restantes cabeças-de-lista às eleições europeias dos principais partidos. Posteriormente, à noite, Marisa Matias participou noutro debate, dessa vez na RTP3 e apenas frente a Pedro Marques, cabeça-de-lista do Partido Socialista. Ou seja, Marisa Matias passou todo o dia e noite em Lisboa, não tendo ido a Coimbra, a cidade de onde é natural.

Mas se ainda restarem algumas dúvidas quanto ao hiato de tempo entre os dois debates realizados em Lisboa, basta ler com atenção o tweet original de Raquel Odete e atentar que foi publicado às 11 horas da manhã e que a própria Marisa Matias respondeu à acusação (por volta das 16h da tarde). "Ahahahhahah em primeiro, não estive em Coimbra; em segundo, não tenho carro; em terceiro, não sei conduzir", escreveu a bloquista, utilizando até um emoji como expressão de riso.

Ao que Raquel Odete ainda respondeu da seguinte forma: "Não saber conduzir notou-se! Mas agora o resto não sabia, parecia-me muito você. Retiro-me do caso".

Ao Polígrafo SIC, Marisa Matias reafirmou que se trata de uma falsidade: "Estava em Lisboa nessa altura. Tirei a carta, mas não conduzo há mais de 20 anos. Só respondi a essa mensagem porque tinha muitos detalhes, como o local onde o episódio teria acontecido, e algumas pessoas poderiam ser induzidas em erro.”

A publicação original no Twitter não está a ser levada a sério por muitos utilizadores dessa rede social, até porque o perfil de Raquel Odete parece ser falso (ou trata-se de uma página satírica, algo muito comum no Twitter e também uma fonte recorrente de equívocos e demais fake news). Mas as partilhas externas (no Facebook, em páginas de extrema-direita, blogs, etc.) com a imagem do tweet estão a ter outro (maior) impacto, enganando muitos internautas. Daí a importância de sinalizar esta evidente falsidade.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua