O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Manuel Luís Goucha chamou “mentiroso” a Nuno Markl depois de este o tentar convencer a aderir a um serviço de dinheiro fácil?

Sociedade
O que está em causa?
Não, Nuno Markl não tentou convencer Manuel Luís Goucha a aderir a um "site" que "transforma 250 euros num milhão de euros". Os vários recortes que envolvem diferentes personalidades não passam de incentivos para uma burla.

Uma alegada notícia do jornal “Expresso” revela que Nuno Markl esteve recentemente no programa da TVI, “Goucha”, e que tentou convencer Manuel Luís Goucha a aderir a um “serviço de dinheiro fácil”. O apresentador terá ficado com dúvidas, acabando por chamar “mentiroso” a Markl. A história é mirabolante – e completamente falsa –, mas está a circular de forma viral nas redes sociais. Tanto que o próprio Markl esclareceu que este é apenas mais um tipo de fraude.

Desde logo, a notícia não existe: nunca foi publicada no jornal “Expresso” nem em outros orgãos de comunicação. O site onde está alojada já não está disponível, mas ainda é possível recuperar algum do material, uma vez que Markl não é a primeira vítima deste tipo de falsificações.

Há poucos dias, Joana Amaral Dias, candidata do ADN às eleições europeias, era a protagonista de uma “notícia semelhante”. As primeiras linhas da peça são exatamente iguais, só se alterando o nome da personalidade escolhida: “Durante a emissão em direto do programa ‘Goucha’, estalou um grave escândalo entre o apresentador Manuel Luís Goucha e a/o convidada/o X. Durante a acesa discussão, Manuel Luís Goucha questionou a veracidade das palavras de X, chamando-lhe mentirosa/o, mesmo em frente de milhares de telespectadores em direto. Em resposta ao incidente, a direção do canal decidiu retirar a entrevista do ar, recusando-se a comentar a situação e o comportamento do pivot Manuel Luís Goucha.”

Esta manhã, Nuno Markl escreveu no seu Instagram um esclarecimento: “Achei que era útil chamar a atenção para este tipo de fraude. Este site recria na perfeição o layout do ‘Expresso’ e transcreve uma entrevista entre mim e o Manuel Luís Goucha que nunca aconteceu, em que eu o convenço a aderir a um serviço de dinheiro fácil. É fraude da mais reles; nunca acreditem em nada disto. O texto é tão ridículo que dá vontade de rir, mas, na verdade, isto é sério: haverá certamente quem vá na conversa destes piratas e lhes entregue dinheiro arduamente ganho, na esperança de que cresça. Não cresce. Não entreguem – literalmente – o ouro aos bandidos.”

Na entrevista falsa, Manuel Luís Goucha pergunta aos convidados envolvidos nesta burla como conseguiram mudar de visa, sendo que “há um ano conduziam um carro velho e viviam num pequeno apartamento”. A resposta: “Há apenas um ano atrás? E para mim foi como uma vida passada! Agora vivo numa casa de campo, há um mês comprei um apartamento para alugar e há muito que me livrei do meu carro antigo — agora conduzo um Land Rover novo. Mas trabalho muito, por isso não me acusem de ser preguiçoso. Compreendo a sua surpresa, mas aconselho-o a começar a viver de forma diferente.”

Depois de convencerem o apresentador de que basta entrar num link (é aqui que começa a burla) para transformar “250 euros num milhão de euros”, Manuel Luís Goucha faz o registo. Toda a conversa é fictícia e pretende apenas fazer com que o leitor seja tentado a clicar na hiperligação fornecida (a mesma que supostamente é dada ao apresentador).

Em suma, trata-se de uma burla a que deve estar atento, uma vez que envolve vários protagonistas e replica com muita precisão os designs de alguns jornais portugueses.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque