Na publicação em causa destacam-se três citações atribuídas a Mamadou Ba, dirigente da associação SOS Racismo e um dos ativistas recentemente ameaçado por um suposto grupo de extrema-direita que se auto-denomina como "Nova Ordem de Avis - Resistência Nacional", a saber: "Bosta da bófia"; "acabar com a polícia"; e "polícia bom é polícia morto".

Surge depois uma imagem do próprio Mamadou Ba, com uma referência irónica à ameaça de que foi alvo: "Socorro polícia estou a ser ameaçado".

É verdade que Mamadou Ba disse ou escreveu "bosta da bófia", "acabar com a polícia" e "polícia bom é polícia morto"?

No que respeita à primeira frase ou expressão, confirma-se a sua veracidade, tendo sido retirada de uma publicação do próprio na rede social Facebook, datada de janeiro de 2019. "Sobre a violência policial, que um gajo tenha de aguentar a bosta da bófia e da facho esfera é uma coisa natural, agora levar com sermões idiotas de pseudo radicais iluminados é já um tanto cansativo", escreveu na altura.

Essa publicação tem um determinado contexto, a denúncia de violência policial no "bairro da Jamaica", Seixal, que motivou a abertura de um inquérito da Polícia de Segurança Pública (PSP) que, por sua vez, resultou em dois processos disciplinares. Ainda assim não deixa de ser verdadeira a citação atribuída a Mamadou Ba, ainda que descontextualizada.

Quanto à segunda frase, de facto, em 2016, Mamadou Ba subscreveu uma petição pública (disponível aqui) em que, entre outras coisas, defendia a "desmilitarização imediata da polícia, e o fim imediato das operações do CIR (Corpo de Intervenção Rápida) nos nossos bairros, como primeiro passo rumo à abolição total da PSP e GNR, e sua substituição por mecanismos de garantia da segurança colectiva, baseados nas comunidades".

Na citação simplifica-se para "acabar com a polícia" e mais uma vez não se contextualiza, mas ainda assim não deixa de ter uma base factual, comprovada no texto da petição pública subscrita pelo visado.

Relativamente à terceira frase, porém, trata-se claramente de uma falsidade. Não há qualquer registo público de que Mamadou Ba tenha alguma vez dito, escrito ou defendido de alguma forma que "polícia bom é polícia morto".

A publicação em causa está assim a reproduzir desinformação, através de uma citação falsa ou apócrifa, por entre outras citações verdadeiras mas descontextualizadas.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network