"É a vergonha de um país governado por políticos miseráveis medíocres e incompetentes que estão à espera de uma cerimónia para entregar as ditas viaturas à PSP", acrescenta-se no texto do post de 19 de junho, denunciado no Facebook como sendo falso ou enganador.

Esta informação foi noticiada pela RTP no dia 18 de junho de 2021, destacando que "são pelo menos 120 os veículos que se encontram parados, à espera de uma cerimónia pública para serem entregues às esquadras".

"É uma imagem que choca o Sindicato Independente dos Agentes de Polícia: 120 carros-patrulha, novinhos em folha, parados em Torres Vedras há mais de um mês, à espera de uma cerimónia pública para serem entregues às esquadras. E não são os únicos. (…) Confrontada com estas imagens gravadas esta semana pela RTP, a PSP começou por dizer que os carros estacionados em Torres Vedras ainda não estão prontos. Mas no local garantiram-nos o contrário. Mais, disseram-nos mesmo que os carros serão levantados na próxima quarta-feira [dia 23 de junho], véspera da cerimónia pública de entrega das viaturas, que será liderada pelo ministro ou pelo secretário de Estado da Administração Interna", apurou a RTP.

Questionada pelo Polígrafo, fonte oficial da PSP confirma a situação em causa, ressalvando que "as viaturas em apreço encontram-se em fase final de preparação para início de utilização em serviço policial. Qualquer material, particularmente viaturas, deve ser preparado antes de ser colocado ao serviço, sendo sempre seguido o procedimento padronizado de preparação".

"Concluída esta fase, a totalidade das viaturas será, naturalmente, colocada em serviço operacional. As mesmas serão entregues à PSP, numa cerimónia simbólica, no próximo dia 24 de junho, pelas 15 horas, no Parque da Paz, em Almada", sublinha.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network