O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Maior parque assombrado do mundo que faz “desaparecer pessoas” chegou ao Brasil?

Sociedade
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Chama-se “Porta do Inferno” e será o maior parque assombrado do mundo, tendo já andado por “nove países e 663 cidades” e feito desaparecer mais de mil pessoas, segundo se alega nas redes sociais. Mas será verdade que este parque temático chegou ao Brasil?

“O maior parque assombrado do Mundo chega ao Brasil. Conhecido como Porta para o Inferno, o parque assombrado divide opiniões e segundo alguns, é realmente amaldiçoado”, começa por se descrever num dos vários posts no Facebook que acumula milhares de partilhas.

Posteriormente partilha um alegado relato. “Diz Kelly: ‘Na entrada a recepcionista diz para pagar em dinheiro ou com a alma? Fiquei apavorada’”.

“No total o parque já andou por nove países em 663 cidades, e já desapareceram mais de mil pessoas que foram ao parque. O fato mais estranho aconteceu na passagem do parque por Texas, nos EUA, onde milhares de pessoas disseram que em uma encenação o próprio diabo apareceu para interpretar-se a si próprio”, descreve-se em conclusão.

A somar a este texto são ainda partilhadas imagens do referido parque. Mas serão reais?

Não. Este suposto parque assombrado não existe na realidade. As imagens foram criadas com recurso a Inteligência Artificial pela artista Dolly Cypher, através da ferramenta “Midjourney”.

Foi no dia 6 de abril que Cypher publicou a sua arte na sua página de Facebook colocando na descrição “O parque de Lúcifer” e também deixando claro que se tratava de conteúdo ficcionado. Aliás, a artista deixa inclusive na descrição da publicação a ferramenta utilizada.

Questionada por utilizadores do Facebook sobre a localização daquele parque temático, Cypher explicou que as imagens não eram reais e foram geradas por Inteligência Artificial.

______________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque