Este vídeo (a partir da 1h42m10s) circulou entre os dias 16 e 17 de maio entre vários elementos da comunidade científica e rapidamente se tornou viral e alvo de chacota e perplexidade nas redes sociais. Um dia depois de ser publicado no canal de YouTube do “encontro Ciência'22”, acabou por ser retirado, o que até originou pedidos (alguns deles provenientes de reputadas figuras da academia, como o politólogo Pedro Magalhães), com recurso à ironia, de republicação.

Nele podem ver-se pelo menos nove cantores, acompanhados pela coreografia de cinco bailarinos, a reinterpretarem, com letra adaptada à Fundação para a Ciência (FCT), o êxito de José Cid “A minha música” (single lançado em 1978, informalmente rebatizado “Nasci pra música”, devido ao refrão).

O momento musical aconteceu na parte final da sessão de abertura, a 16 de maio, do “Encontro Ciência'22”, o evento (anual) por excelência da ciência, tecnologia e inovação em Portugal, coorganizado pela FCT e Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

O Polígrafo contactou a FCT para saber qual contexto daquele momento e se tinham sido contratados cantores ou performers profissionais para o efeito (e respetivo custo). Em resposta por escrito, o coordenador do gabinete de comunicação da Fundação, Luís Ferreira, refere que “o momento musical foi uma surpresa preparada pela Ciência Viva para a FCT, na sessão de abertura do Encontro Ciência 2022, evento que este ano era dedicado aos 25 anos da FCT”.

O mesmo responsável sublinha que “a FCT é a responsável pela organização do programa científico do Encontro e a Ciência Viva é responsável pela logística e comunicação”. E explica a presença de músicos e dançarinos no evento: “Como homenagem aos 25 anos da FCT, a Ciência Viva quis presentear o seu parceiro de longa data com um momento musical, descontraído, cuja única intenção foi festejar o momento.” Por esse motivo, a FCT remeteu para a Ciência Viva a explicação sobre os “detalhes organizativos” daquela interpretação.

O Polígrafo questionou a Ciência Viva, tendo obtido o seguinte esclarecimento do respetivo departamento de comunicação: “No quadro do Encontro Ciência 2022, e no contexto do aniversário dos 25 anos da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica confirma ter organizado uma surpresa alusiva a essa celebração. Fizemo-lo com alegria e em tom festivo realizando um flash mob através de um grupo de músicos e bailarinos profissionais.”

Questionada pelo Polígrafo sobre os custos associados à iniciativa, a Ciência Viva recusou-se a revelá-los.

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
International Fact-Checking Network