O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Luís Montenegro: “Três milhões e 300 mil portugueses têm hoje a subscrição de um seguro de saúde”

Política
O que está em causa?
Em comício na cidade algarvia de Faro, e já depois do tão aguardado discurso de Pedro Passos Coelho, o atual líder do PSD, Luís Montenegro, optou por destacar as lacunas que identifica nas políticas adotadas pelo PS, em oito anos de governação, no setor da Saúde. Nesse âmbito afirmou que "nunca tantos portugueses, para além dos impostos, tiveram de pagar seguros de saúde: três milhões e 300 mil portugueses têm hoje a subscrição de um seguro de saúde".

Esta noite, ao discursar num comício da AD em Faro, Luís Montenegro negou acusações feitas pelo PS, que tem vindo a acusar os partidos da direita de querer “privatizar a Saúde”. Nas palavras do líder do PSD, o partido que lidera pretende apenas “um regime de complementaridade que visa, não ajudar as empresas ou as instituições” que operam neste setor, mas sim “garantir que o cuidado de saúde que cada cidadão, cada português precisa, chega efetivamente à vida deles”.

Posto isto, Montenegro expressou a garantia de que o PSD não recebe “lições de quem, ao invés daquilo que apregoa e diz, mais não fez do que enriquecer os bolsos precisamente desses setores, que devem ser complementares ao Estado”.

Apontando o dedo ao Governo do PS, sublinhou que “nunca tantos portugueses, para além dos impostos, tiveram de pagar seguros de saúde: três milhões e 300 mil portugueses têm hoje a subscrição de um seguro de saúde.”

Esta alegação tem fundamento?

Sim. Um estudo da Basef Seguros, realizado pela Marktest, de 17 de maio de 2022, indicou que “para o acumulado do ano 2021, três milhões e 87 mil portugueses” possuíam ou beneficiavam de seguro de saúde. “Analisando os dados evolutivos verifica-se que, em 16 anos, o número de beneficiários aumentou 90%”, salienta-se no relatório, o qual dá conta de que em 2021 se atingiu a percentagem mais elevada de indivíduos (34,3%) na posse de seguro de saúde desde o ano de 2005.

De acordo com dados mais recentes da Associação Portuguesa de Seguradores (APS), divulgados pelo “Jornal de Notícias” a 10 de dezembro de 2023, quase 3,6 milhões de portugueses tinham seguro de saúde no primeiro semestre de 2023, um crescimento de 8.5% do setor face ao período homólogo de 2022.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes