"Lidl vende o restante Dyson V10 por 1,95€! Corra para pegá-lo, clique no botão abaixo", destaca-se numa publicação no Facebook, datada de 1 de dezembro.

Na mensagem do post, é utilizado um emoji da bandeira portuguesa, remetendo os utilizadores para a alegada promoção a decorrer a nível nacional.

Esta informação é completamente falsa e pode tratar-se de uma tentativa de burla ou de roubo de dados pessoais. O primeiro sinal de alerta surge no nome da página que efetua a partilha: "Aspirador de pó da loja". Não se trata nem da página de Facebook da cadeia de supermercados, nem da marca de aspiradores.

Além da mensagem e da imagem dos aspiradores a preço reduzido, é partilhada uma hiperligação na opção "comprar agora", que remete para um website que, no seu aspeto gráfico, tenta replicar a página da loja Lidl.

O endereço web (destacado na imagem) não é o do Lidl (www.lidl.pt). Da mesma forma, na maioria dos browsers, a página vai ser classificada como "não segura". Nessa altura, são dados os parabéns ao utilizador pela oportunidade de adquirir o aspirador e é pedido o preenchimento de um questionário com três perguntas de escolha múltipla sobre a frequência com que faz limpeza, se já utilizou um aspirador "Dyson" e se faz compras na cadeia de supermercados.

A página web simula ainda comentários de utilizadores do Facebook satisfeitos com a compra e até de respostas da própria cadeia de supermercados, numa tentativa de levar ao preenchimento do questionário. Os comentários são falsos, trata-se apenas de uma imagem.

Independentemente das respostas, o participante tem sempre acesso a uma espécie de "sorteio". Contudo, mesmo que não ganhe à primeira, acaba sempre por arrecadar o prémio na segunda tentativa. É nessa altura que a burla se torna mais evidente, uma vez que o utilizador é redirecionado para uma nova página, que simula mais uma vez o site oficial do Lidl (exceto no URL), em que é  pedido ao "vencedor", em primeiro lugar, o nome completo, número de telefone e morada, e, de seguida, após o redireccionamento para um novo site, os dados do cartão bancário.

Contactada pelo Polígrafo, fonte oficial da cadeia de supermercados Lidl Portugal assegura que a publicação em causa é falsa. A mesma fonte garante que "sempre que detetada uma publicação fraudulenta como esta, reporta a situação diretamente à rede social, pelo que irá avançar em conformidade". Reforça ainda que todas as comunicações deste intuito do Lidl Portugal são feitas através do seu site oficial e nas páginas oficiais nas redes sociais.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network