O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Liberal chama “acordo pré-nupcial” a voto do Chega em projeto do PS, mas IL votou a favor de 38% das iniciativas do Chega na última legislatura?

Política
O que está em causa?
Mário Amorim Lopes, deputado do Iniciativa Liberal, brincou com suposta "aliança" entre PS e Chega, mas foi de imediato alertado para a proximidade entre os liberais e o partido de André Ventura.

Na rede social X, Mário Amorim Lopes criticou uma alegada aliança entre PS e Chega para aprovar o fim das portagens, proposto pelos socialistas e votado na última quinta-feira na Assembleia da República. Em tom provocatório, o deputado liberal escreveu que um “acordo pré-nupcial foi assinado ontem [2 de maio] no Parlamento” e que houve “uma bonita cerimónia, com votos partilhados entre CH e PS”.

Para finalizar, ironizou: “O passado, ‘limpar Portugal do PS e do socialismo’, já lá vai.” Mas o “tweet” não foi bem recebido. Afinal, também os liberais votaram favoravelmente várias propostas do Chega na última legislatura. Ao contrário, o partido de André Ventura aprovou 78% das iniciativas dos liberais. E foi mesmo o mais cooperativo de todos.

“O partido que mais aprovou propostas do Chega na última legislatura foi a Iniciativa Liberal, com 38% de votações a favor. Querem falar de acordos pré-nupciais? Não existem maiores acordos do que estes liberais e a extrema-direita”, lê-se num “tweet” em resposta ao liberal. O que dizem os dados?

Primeiro, dizem que, durante a XV legislatura, que começou em janeiro de 2022 e terminou em março de 2024, o Chega foi o partido que mais apoiou os liberais nas iniciativas por eles propostas, aprovando 78% do total de documentos. Já os liberais foram os segundos a votar mais iniciativas do Chega (depois do PAN), tendo aprovado 38% das propostas.

Os dados, organizados pela plataforma “+Escrutínio“, do Instituto +Liberdade, e confirmados pelo Polígrafo, mostram ainda que não parece haver motivos para falar de um “acordo pré-nupcial”, uma vez que o Chega foi o partido que menos apoio iniciativas do PS na última legislatura (votou favoravelmente apenas 31% das propostas). Os liberais ajudaram o PS em 65% das iniciativas.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque