Stefani Germanotta, nome real de Lady Gaga, nunca teve uma vida facilitada. Vive com lúpus e fibromialgia, doenças que já a obrigaram a cancelar vários concertos. Na adolescência, foi vítima de bullying na escola religiosa que frequentava, por desejar seguir uma carreira artística, chegando mesmo a ser atirada para um caixote do lixo e insultada na rua. Mais tarde, em 2008, quando lançou o primeiro álbum, apresentou-se ao mundo sob a forma de uma personagem excêntrica, que aparecia em cerimónias dentro de um ovo ou coberta por um vestido de carne. Revelou, depois, que as máscaras serviam para esconder a insegurança e a baixa auto-estima em relação às qualidades próprias.

O discurso de Gaga apaixonou a Internet, talvez por representar a esperança para a frustração de quem sente na pele que, muitas vezes, o caminho do sucesso não se faz com trabalho.

No domingo, atingiu o auge da carreira: arrecadou o Óscar de melhor canção original, pelo tema “Shallow”, do filme “Assim nasce uma estrela”, realizado e co-protagonizado por Bradley Cooper, com quem a cantora viveu o momento da noite, ao cantarem o tema em dueto, com uma indisfarçável cumplicidade que deu origem a especulações sobre a eventualidade de o par ter mais em comum do que uma simples amizade...

As palavras do discurso de aceitação parecem resumir todas os obstáculos que a artista teve de vencer para conseguir vingar no mundo da música: “(…) Obrigado por acreditarem em nós. Muito obrigado. E para quem está em casa, sentado no sofá a ver-me, neste preciso momento, tudo o que tenho a dizer é que isto é trabalho duro. Eu trabalhei durante muito tempo, isto não é sobre, vocês sabem… ganhar. É sobre não desistir. Se têm um sonho, lutem por ele. Há uma disciplina para a paixão. E não é o número de vezes que se é rejeitado ou que se cai e tem de se levantar. É o número de vezes que se fica de pé e se é forte, e se segue em frente. Obrigado.”.

lady gaga

O discurso de Gaga, apaixonou a Internet, talvez por representar a esperança para a frustração de quem sente na pele que, muitas vezes, o caminho do sucesso não se faz com trabalho, e para quem já tem dificuldade em acreditar num mundo meritocrático. A mensagem foi tão forte, que foi partilhada por milhares de pessoas, em diferentes pontos do mundo, em línguas distintas, sobretudo através de memes.

Curiosamente, a par deste discurso, tem surgido outro, que vai ao encontro das palavras ditas no Dolby Theatre, em Los Angeles, e da história de superação da autora de "Poker Face”: “Eu tive um namorado que me disse que eu nunca iria ter sucesso, nunca seria nomeada para um Grammy, nunca teria uma música viral e que esperava que eu falhasse. Um dia disse-lhe, quando já não estávamos juntos: tu não serás capaz de pedir um café na pastelaria sem me ouvir, ou sem me ver”. A citação é atribuída a Lady Gaga, mas não é contextualizada. Além disso, a sintonia extrema com o momento atual na vida da artista, ajuda a criar desconfiança sobre a veracidade das palavras.

A declaração de Gaga sobre a história com o ex-namorado é, portanto, verdadeira, mas já antiga. Parece agora ter voltado a ganhar força talvez porque a também compositora tenha alcançado mais uma conquista, contra todas as previsões do antigo namorado,

Caso se pesquise pela alegada revelação da norte-americana, no Google, um dos resultados principais reencaminha para o jornal “Mirror” que, numa notícia sobre os momentos altos da entrega dos prémios de cinema, faz referência às palavras derrotistas do namorado. Porém, é apenas uma indicação vaga a um desabafo do passado.

Lady Gaga tem 32 anos, acabou de se tornar na primeira artista da história a conquistar os principais prémios do cinema e da música no mesmo ano: o Grammy, o Globo de Ouro, o Bafta e, agora, o Óscar.

Já o site de verificação de notícias “Truth or Fiction” vai mais longe: revela que a citação já circula na Internet desde 2010, e tem sido usada por vários sites, que se citam uns aos outros. Ainda assim, o jornal “Ireland Online” indica que as palavras de Lady Gaga foram retiradas de uma entrevista que deu à revista “Cosmopolitan". É verdade, no site da publicação americana ainda é possível encontrar um artigo a promover a edição em papel do mês de abril de 2010, onde se desvenda uma pequena parte da entrevista que a cantora concedeu à publicação. Ora, o teasera presenta, exatamente, a citação que agora circula na Internet, sobretudo na forma de legenda de uma imagem da cantora, com o Óscar na mão.

A declaração de Gaga sobre a história com o ex-namorado é, portanto, verdadeira, mas já antiga. Parece agora ter voltado a ganhar força talvez porque a também compositora tenha alcançado mais uma conquista, contra todas as previsões do antigo namorado, e também porque, no fundo, os dois textos, o antigo e o do discurso dos Óscares, são semelhantes na sua mensagem essencial: a de que o sucesso se constrói através do trabalho e da persistência.

Lady Gaga tem 32 anos, acabou de se tornar na primeira artista da história a conquistar os principais prémios do cinema e da música no mesmo ano: o Grammy, o Globo de Ouro, o Bafta e, agora, o Óscar.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro