Esta jovem portuguesa chama-se Maria Cândida, estuda na Universidade do Minho e acaba de ganhar o primeiro prémio no concurso de projectos de física nuclear, na Rússia. Mas como não é futebolista nem mostra o corpo no Instagram, ninguém se importa. Vamos partilhar para o mérito desta jovem ser reconhecido.” Este é o texto que acompanha a fotografia de uma jovem que, até à tarde de hoje, acumulava 59 mil partilhas e 897 comentários no Facebook.

“Parabéns, Maria Cândida não desista nunca dos seus sonhos e obrigada pelo prémio pois também é um pouco nosso”, comentou Ana Paula Mendes. “Incrível como não nos dão valor no nosso país boa miúda és fantástica”, acrescentou Ana Paula Almeida, outra das intervenientes na caixa de comentários de um post tornado imediatamente viral. Não é para menos: as histórias de génios reconhecidos no estrangeiro mas incompreendidos no seu país são um clássico do Facebook. Talvez por isso, vários utilizadores daquela rede social denunciaram o conteúdo.

Será que Maria Cândida é mesmo um caso de genialidade ignorada entre nós ou é mais uma das muitas invenções que poluem as redes sociais? Verificação de factos, no âmbito da parceria que o Polígrafo mantém com o Facebook para a avaliação das informações que circulam na rede.

Na verdade, este post é um logro do início ao fim. Não é necessário fazer uma pesquisa muito detalhada para constatar que estamos perante a versão portuguesa de uma fake news que circula à escala internacional, com várias versões que sofrem pequenas variações em função do país em que circulam. O Polígrafo fez uma investigação à imagem através de motores de pesquisa e concluiu que a mesma já foi utilizada na mesma farsa em vários quadrantes.

“Maria Cândida”, a jovem-prodígio, é, na realidade, Mia Khalifa, uma ex-atriz pornográfica, e o seu “caso” já foi verificado por vários jornais de fact-checking internacionais, nomeadamente brasileiros. Aliás, terá sido mesmo no México que esta “fake news” nasceu, tendo sido partilhada como verdadeira até mesmo pelo ex-chefe do Governo Marcelo Ebrard, que chegou a publicar no seu perfil no Twitter uma mensagem de apoio à suposta estudante – mais tarde viria a retratar-se por ter caído na farsa.

porno

Este tipo de desinformação em que imagens de atores pornográficos é utilizada é já habitual. O Polígrafo já verificou uma dessas farsas em novembro de 2018.

porno

Nessa altura, a história versava sobre um alegado "génio" português que ficara em 2º lugar nas Olimpíadas de Física Quântica. O Post gerou uma euforia no Facebook que resultou em mais de 90 mil partilhas. Na realidade, "Tiago", o jovem luso, era Jordi "El Niño Polla", um ator pornográfico espanhol.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network