O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Jovem português lidera equipa de investigação responsável pela criação da vacina contra a Covid-19?

Coronavírus
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Em publicação viral nas redes sociais destaca-se que um jovem português, Tiago Castro, está a liderar "uma equipa de investigação nos Estados Unidos" responsável pela vacina contra a Covid-19. Verdade ou mentira?

“Tiago Castro é a esperança para o mundo. O jovem português de 27 anos, formado na conceituada Universidade Harvard, lidera uma equipa de investigação nos Estados Unidos responsável pela criação da vacina para o novo coronavírus. Na escola, Tiago era conhecido pelos colegas como ‘crómio’, devido ao seu nível de intelecto elevadíssimo. Hoje, aos 27 anos, luta na frente para travar esta pandemia e traz esperança para o mundo”, destaca-se na publicação em causa.

Este conteúdo foi denunciado como sendo fake news. Confirma-se?

Não encontrámos qualquer registo de um português nos Estados Unidos da América (EUA) que esteja a liderar uma equipa de investigação relacionada com a Covid-19. Tiago Castro é, na verdade, um ator português que participou na aclamada série televisiva infanto-juvenil “Morangos com Açúcar”, no ano de 2004.

O próprio chegou a brincar com o assunto no seu perfil na plataforma Instagram, através da seguinte mensagem: “Não queria dizer nada, tentei ser discreto, mas fui apanhado. Se alguma coisa me acontecer já sabem. As farmacêuticas andam atrás de mim”.

Concluímos assim que se trata de uma falsidade, provavelmente com intuito humorístico, embora a maior parte das pessoas que comentam e partilham a publicação pareçam acreditar na veracidade da mesma.

______________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações “Falso” ou “Maioritariamente Falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes