Surgiu no Twitter esta quinta-feira, dia do primeiro jogo da seleção portuguesa de futebol no Mundial do Qatar, uma imagem de uma capela, alegadamente em Coimbra, onde estaria a ser transmitido o duelo entre Portugal e o Gana. Entretanto apagado, o tweet tornou-se viral em poucos segundos.

"Portugal é outro mundo", lê-se na descrição. Através de uma pesquisa através da ferramenta "TinEye" apuramos que a capela em causa se situa na Universidade de Coimbra, mais precisamente no edifício do antigo Real Colégio das Artes, onde estão instalados presentemente o Departamento de Ciências da Vida, o Departamento de Arquitectura e o Colégio das Artes.

"Dos dois espaços de culto existentes no edifício colegial, apenas se conservou a pequena capela, localizada no flanco nascente do primeiro piso. A campanha de obras realizada nos inícios do século XX, ao altear as estruturas arquitectónicas, absorveu as áreas da capela mas conservou, com ligeiras alterações, o átrio e a sacristia", informa-se na página da Universidade de Coimbra.

  • Mundial do Qatar é o evento desportivo que soma mais mortes de trabalhadores?

    No Twitter destaca-se um gráfico com dados sobre "o número de mortos sem precedentes no Qatar". Em causa estão as mortes de milhares de trabalhadores migrantes que construíram os estádios para o Mundial de Futebol no Qatar, que começa no próximo domingo, em comparação com as fatalidades do mesmo género registadas noutros eventos desportivos das últimas décadas, nomeadamente os Jogos Olímpicos de Sóchi e Pequim. Marcelo Rebelo de Sousa pede para que desrespeito pelos direitos humanos seja "esquecido".

Ao Polígrafo, fonte oficial da Universidade de Coimbra ressalva que esta capela é um espaço dessacralizado, ou seja, sem uso religioso.

"De facto, o jogo em questão foi lá exibido, por iniciativa individual, não autorizada, de um funcionário do Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), a quem será aberto um procedimento disciplinar", informa a mesma fonte.

"Tendo-se tratado de uma ação isolada, à revelia dos órgãos de gestão do Departamento de Arquitetura da FCTUC, não voltará a ser realizada qualquer iniciativa do género na capela do Colégio das Artes", conclui.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network