Sobretudo para quem tem filhos que passam horas a fio a jogar videojogos (mas também para os adultos que gostam de se divertir demoradamente com os seus smartphones), esta é uma questão importante: a exposição longa e duradoura no tempo ao ecrã de um telemóvel pode causar danos oculares com gravidade? De acordo com um post no Facebook que se tornou viral, a resposta é sim. O texto em questão vinha acompanhado da imagem de uma pessoa com os vasos sanguíneos dos olhos rebentados, supostamente devido ao facto de ter estado a jogar no telemóvel por um longo período. Nesse caso em concreto até é divulgado o jogo "culpado" pela desgraça ocular: trata-se do Mobile Legends, um dos mais populares do momento, que conta com mais de 10 milhões de críticas na Play Store.

mobile

De acordo com o site Hoax Slayer, que se dedica a desmistificar mitos urbanos e histórias falsas, a lesão que terá ocorrido à pessoa na imagem aparenta ser uma hemorragia subconjuntival. Trata-se de uma situação que não é clinicamente grave e que pode ser originada devido a espirros ou tosses violentas, vómitos ou a esforço excessivo. Não existe qualquer referência médica que estabeleça uma ligação entre este tipo de lesão e a prática de videojogos por longos períodos de tempo.

O mesmo site assinala ainda que a pessoa na imagem se encontra a utilizar um tubo de oxigénio, o que indicia que a hemorragia ocular pode estar ligada a um problema respiratório.

Sabe-se, porém, que a exposição longa a um ecrã pode originar problemas de saúde, embora menos graves do que o que é insinuado no post em análise. Entre os sintomas mais comuns estão as dores de cabeça, a fadiga ocular, a visão turva ou os olhos secos. Aliás, estes sinais são próprios de uma condição designada de  Síndrome de Visão de Computador.

mobile

Assim, não é claro que tenha sido a longa exposição a um jogo de telemóvel que tenha causado o rebentamento dos vasos sanguíneos dos olhos da pessoa na imagem. O mais provável é que a causa tenha sido um problema respiratório.

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Impreciso
International Fact-Checking Network