O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Joe Biden confessou que aos 30 anos se envolveu com uma criança de 12?

Internacional
O que está em causa?
“Ela tinha 12 anos, eu tinha 30”. A citação intitulou várias publicações nas redes sociais e foi documentada com o vídeo de uma intervenção pública em que Joe Biden parece proferir esta frase (num trecho de 11 segundos).

As introduções ao vídeo e muitos dos comentários que suscitavam iam no mesmo sentido: o de que as palavras do Presidente norte-americano eram referentes a um teor passional, ou seja, que estava a confessar ter-se envolvido fisicamente com uma pré-adolescente quando já tinha 30 anos.

jb

Mas será que a declaração é autêntica? E qual o contexto em que foi proferida?

É no canal de Youtube ou nos arquivos da própria Casa Branca (por escrito) que se pode encontrar o discurso de Joe Biden agora glosado nas redes sociais. Ocorreu num evento do Comité Nacional Democrata (DNC), no caso na Associação Nacional de Educação, no dia 23 de setembro de 2022.

E, de facto, Biden diz a frase em causa. Não há qualquer falsificação da declaração realizada. Porém, falta-lhe todo o contexto.

O presidente americano toma a palavra, no vídeo oficial disponível, aos 13 minutos e 9 segundos. Fá-lo num registo informal, circulando pelo palco e fixando olhar várias vezes em alguns dos presentes para serem o interlocutor direto da sua mensagem. É neste contexto que, aos 15m55s, percebe que, entre o público, está alguém que conhece. Faz um ligeiro aceno com a mão esquerda, destina-lhe o olhar e dirige-lhe estas palavras: “Tens de me dizer olá. Já nos conhecemos há muito tempo. Ela tinha 12 anos; eu tinha 30. Mas, de qualquer forma, esta mulher ajudou-me a fazer muita coisa. Enfim.”. O momento dura 16 segundos, após os quais Biden prossegue a linha de raciocínio que interrompera.

É esta a alocução que fundamenta as insinuações – e, algumas vezes, até acusações – que diversas contas nas redes sociais estão a veicular.

Associações de natureza semelhante sobre esta mesma frase (mas tendo a própria mulher de Biden, Jill Biden, como destinatária das palavras do marido) já tinham sido feitas em outubro do ano passado, no mês seguinte ao da realização do discurso.

Desta vez, e em sua defesa, um utilizador do X/Twitter indicou que Biden “conversava com uma mulher na plateia que tinha feito campanha para a sua primeira candidatura ao senado, trazida pela irmã mais velha”. O Snopes, jornal de fact-checking, não conseguiu confirmar a veracidade dessa informação, nem obter uma resposta do gabinete de imprensa da Casa Branca sobre a que facto aludia Joe Biden com aquela referência dos 12 e dos 30 anos.

De todo o modo, a frase é apresentada nas redes sociais de forma descontextualizada e, depois, a sua interpretação é enviesada para o sentido passional. Mesmo sem sabermos a que se referia o presidente dos Estados Unidos, seria pouco crível que, pela gravidade do assunto, viesse gracejar em público e perante uma plateia de apoiantes com um hipotético caso amoroso que, aos 30 anos, tivesse mantido com uma rapariga de 12.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque