Em cima, uma imagem do secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, associado à seguinte citação: "O Serviço Nacional de Saúde faz melhor e mais barato". Em baixo, uma imagem de António Filipe, deputado do PCP, numa sala de espera do Hospital da Luz, supostamente aguardando para ser atendido como cliente naquela unidade hospitalar de um grupo privado.

"A gozar com a saúde e miséria dos portugueses desde abril de 1974", comenta-se no post de 2 de novembro que está a ser partilhado por centenas de pessoas nas redes sociais.

Esta aparente contradição entre o que Jerónimo de Sousa defende em público e o que António Filipe faz em privado terá algum fundamento?

Se a prova é aquela fotografia de António Filipe, não tem fundamento. Surgiu nas redes sociais em 2018 e, desde então, tem sido partilhada em sucessivas vagas, apesar de a descrição da mesma (i.e., um deputado comunista é cliente de um hospital privado, apesar de o PCP defender a primazia do SNS)  ter sido desmentida pelo visado logo em 2018.

"Caros amigos, recebi de alguns de vós o testemunho da indignação pelo facto de um qualquer desqualificado ter publicado no Facebook uma foto que me tirou à sorrelfa na sala de espera de um hospital a que me desloquei por razões que só a mim me dizem respeito. Entende o pateta que, por ser comunista, eu não poderia entrar num hospital que é privado (apesar de viver à custa de contribuições, como a minha, para a ADSE). É claro que recebeu centenas de likes e partilhas alarves e fascistas, a par de alguns comentários de perplexidade por uma publicação tão abjeta", escreveu o deputado, em publicação de 3 de julho de 2018 no Facebook.

"Serve isto para dizer aos meus amigos que estejam tranquilos. Não estou doente. E já agora, desejo ao autor da foto, que não identifico porque respeito mais a sua privacidade do que ele respeita a minha, e que pelos vistos frequenta o hospital em que eu, por ser comunista, não posso entrar, rápidas melhoras caso esteja doente, e que se torne, se possível, uma pessoa melhor do que demonstra ser", concluiu.

Ou seja, António Filipe não estava doente, mas foi visitar um amigo ou familiar ao Hospital da Luz, tal como o Polígrafo já esclareceu anteriormente. Ora, perante esta nova vaga de desinformação com a mesma imagem, novo esclarecimento.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network