"Parabéns ao Japão, bela iniciativa que merece partilha. Espero que outros países cheguem a esta decisão também", comenta-se numa das publicações da imagem com o título de uma suposta notícia: "Japão retira Rede Globo do ar, após 22 anos, alegando que a emissora é um mau exemplo para as suas futuras gerações."

Desde as eleições presidenciais no Brasil que esta imagem tem sido partilhada viralmente nas rede sociais, através de grupos de apoio a Jair Bolsonaro, presidente cessante do Brasil que perdeu a reeleição na segunda volta contra Lula da Silva.

A estação de televisão Globo e demais meios de comunicação social brasileiros são alvos recorrentes dos apoiantes e do próprio Bolsonaro, sob acusações de parcialidade e fake news, daí a celebração da suposta decisão das autoridades do Japão.

Confirma-se que o Japão bloqueou a emissão da TV Globo por ser um "mau exemplo" para os jovens?

Na mesma imagem surge um outro título que remete para um artigo de verificação de factos da plataforma brasileira "E-Farsas". Trata-se de um artigo datado de 2019, no qual se verifica precisamente esta "notícia" difundida viralmente nas redes sociais. Ou seja, não é recente, pelo menos desde 2019 que está a ser partilhada.

E não é verdadeira. Na realidade, em março de 2019, a rede de televisão IPC World (detentora do canal IPCTV) anunciou o "encerramento da transmissão da TV Globo no Japão por tempo indeterminado".

A decisão foi justificada com uma mudança no modelo de negócio, embora ressalvando que a programação da TV Globo continuaria a ser transmitida através da plataforma online da IPC World.

"Conforme explicado pela própria Rede Globo, a decisão do fim da parceria partiu da emissora brasileira e tem a ver estritamente com o modelo de negócios", sublinhou o "E-Farsas".

Apesar do desmentido em 2019, esta fake news voltou a tornar-se viral em 2022, no contexto das eleições presidenciais no Brasil. Entretanto tornou a ser desmentida por várias plataformas de verificação de factos: Boatos.org, Agência Lupa e G1.

___________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network