O título :

URGENTE: Presidente Jair Bolsonaro pode assinar decreto pelo fim do carnaval e parada gay no Brasil

A notícia:

“Nem Olinda, nem Salvador, nem Rio de Janeiro. Uma notícia pode abalar os foliões de todo o país. Presidente Jair Bolsonaro pode assinar decreto cortando verba do carnaval e parada gay em todo o Brasil. Com as contas no “vermelho”, o presidente Jair Bolsonaro acredita que não há mais espaço para supérfluos com festejos como o carnaval e a 'parada gay' Parada do orgulho LGBT. O decreto pode já cancelar o financiamento do carnaval de 2019 em cidades por todo o brasil, quem quiser realizar eventos do tipo terá que tirar dinheiro do seu próprio bolso. 'Temos que pensar primeiramente em nossas necessidades principais. Ninguém está autorizado á realizar financiamentos com os carnavais, principalmente os Prefeitos das Cidades, o calendário trabalhista continuará normal sem nenhuma exceção', afirmou."

Depois do primeiro impacto, vários sites de fact-checking brasileiros investigaram a informação e chegaram rapidamente à conclusão de que se trata de um rumor

Sem citar  qualquer fonte, o jornal Folha Brasil News publicou esta peça há poucos dias, chocando todos os que a leram. O texto  tornou-se imediatamente viral, deixando, sobretudo no Facebook, no YouTube e no Twitter, um rasto de apreensão entre a população brasileira, não tanto por causa da parada gay (embora também), mas sobretudo por causa do Carnaval, uma verdadeira instituição nacional. O facto de ter sido profusamente distribuída através do WhatsApp - que tem cerca de 120 milhões de utilizadores no Brasil - ainda ampliou o seu alcance.

carnaval

Depois do primeiro impacto, vários sites de fact-checking brasileiros investigaram a informação e chegaram rapidamente à conclusão de que se trata de um rumor semelhante ao que em 2017 tinha circulado insistentemente, mas atribuindo a decisão a Michel Temer, ex-presidente brasileiro.

A Casa Civil de Jair Bolsonaro desmentiu oficialmente o boato ao jornal Correio Brasiliense. O Aos Fatos, por seu lado, pesquisou o Diário Oficial da União e não encontrou nenhuma evidência de uma decisão a esse nível. E os brasileiros respiraram de alívio.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua