O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Jair Bolsonaro decidiu “doar 17 milhões” de reais para apoiar vítimas das cheias no Brasil?

Internacional
O que está em causa?
A tragédia que afetou o estado de Rio Grande do Sul, tirando a vida a pelo menos 154 pessoas e levando ao desaparecimento de quase uma centena, levou à mobilização da sociedade civil, que se tem disponibilizado para ajudar os mais afetados pelo desastre natural. Será que Jair Bolsonaro também se mostrou solidário com as vítimas?
© Shutterstock

“O ex-Presidente da República, o senhor Jair Bolsonaro, ainda internado no hospital para tratar algumas enfermidades, e após um obsequioso silêncio, diante da tragédia que se abateu sobre o estado do Rio Grande do Sul, resolveu vir a público para anunciar que irá doar todo o dinheiro arrecadado via Pix”, afirma o protagonista de um vídeo que está a circular nas redes sociais, na sequência das cheias que assolaram essa região no Brasil.

Segundo a mesma fonte, tal “dinheiro”, que equivaleria a um total de 17 milhões de reais, seria “destinado a pagamentos de multas pelas infrações cometidas ao tempo da pandemia”, Porém, “como essas multas foram anichadas, ele resolveu doar todo esse dinheiro para o povo, que deu a ele uma ampla margem de votos durante as eleições de 2022”.

Assim, naquilo que é classificado como um “extremo patriotismo de amor ao próximo, de empatia e solidariedade” – que envolveu “toda a sua família” –, “ainda que tardiamente, começaram a fazer uma campanha de arrecadação de recursos, inclusive fora do país e, também, de donativos para todas as pessoas do estado do Rio Grande do Sul, que estão passando por essas agruras nesse momento”.

E conclui o autor do vídeo: “Afinal de contas, é o mínimo que eles poderiam fazer para o estado que deu uma grande margem de votos no último processo eleitoral de 2022.” Mas será que esta tese é verdadeira?

Não. Uma pesquisa pela alegação no Google remete para vários artigos de fact-checking, concebidos por diferentes jornais brasileiros, como o “Aos Fatos” e a agência “Lupa”, que desmentem a afirmação. E, além disso, não existem, em quaisquer órgãos de comunicação social, nem nas redes sociais de Bolsonaro (Instagram, Facebook e X), informações que sustentem que o antigo chefe de Estado terá feito um anúncio semelhante.

Na verdade, o vídeo que se encontra agora a circular nas redes sociais trata-se de uma versão manipulada de um vídeo primeiramente partilhado no canal do YouTube “Portal do José”, no qual o seu protagonista convida os espectadores a “imaginar notícias incríveis para serem dadas” – tendo relatado, logo de seguida, o caso exposto na publicação em análise, protagonizado pelo ex-chefe de Estado brasileiro. 

Porém, de seguida, esclarece que a história não é verdadeira, tratando-se, sim, de uma crítica a Jair Bolsonaro e seus seguidores: “Evidentemente, você percebeu que isto é uma grande ficção, porque a história não bate em nenhuma ponta. Não há solidariedade, não há empatia, não há amor ao próximo. Essa gente só consegue reunir pessoas para dar golpe, para atacar a democracia. Porque, se eles usassem a mesma energia num momento de desprendimento mínimo para ajudar ao próximo, não estaríamos diante de mais dificuldades como estamos a ver acontecer nos dias de hoje.”

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque