"Nem o Santo António nos consegue valer. Dívida pública portuguesa a 10 anos a passar hoje os 3%. Em dezembro estava a 0,5%, ou seja, multiplicou por seis em menos de seis meses. O avião da dívida está a perder os motores e corre o risco de se despenhar", lê-se no post de 13 de maio difundido no Facebook, onde se inclui um gráfico representativo da evolução (em crescendo nos últimos doze meses) das taxas de juro aplicadas à emissão de dívida pública de Portugal a 10 anos.

Os dados, tal como mostra o próprio gráfico, foram retirados do portal Trading Economics, que mostra que a yield associada aos títulos portugueses a 10 anos (prazo de referência dos investidores) estava em 3% esta segunda-feira, 13 de junho. No mesmo período do ano passado, esta estimativa não chegava aos 0,5%.

De acordo com o mesmo portal, a yield associada aos títulos portugueses a 10 anos deverá ser negociada a 3,08% até ao final deste trimestre, isto seguindo os modelos macro globais da Trading Economics e as expectativas dos analistas consultados. A 12 meses, esta pode vir a ser negociada em 4,09%.

  • Entre 2010 e 2021 a dívida do Estado português aumentou 80%? É falso, subida rondou os 50%

    Garante-se no Facebook que, em finais de 2010, a dívida pública ascendia aos 149,4 mil milhões de euros. Em 2021, 11 anos depois, a dívida terá chegado aos 268 mil milhões de euros, protagonizando um aumento de 80%. Se os valores estivessem corretos, o aumento seria dessa grandeza, mas dados do Banco de Portugal mostram que, em 2010, a dívida se cifrava nos 179,9 mil milhões de euros.

Relativamente a dezembro de 2021, as taxas de juros da dívida pública portuguesa estão mesmo seis vezes maiores. Ou pelo menos se tivermos em conta os últimos dias desse mês, em que esta estatística rondou os 0,5%. Recorde-se que a taxa a 10 anos dos juros da dívida pública portuguesa atingiu um máximo histórico de 16,50% em janeiro de 2012, durante o Governo de Pedro Passos Coelho.

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network