"Mostrem-me o tamanho angular de algo que fica mais pequeno quanto mais nos aproximamos", comenta-se num post de 20 de julho no Instagram (tradução livre a partir do original em língua inglesa), exibindo uma comparação entre duas fotografias da Terra e da Lua, a maior e menor distância, que está a ser partilhada viralmente em diversas redes sociais.

"O espaço é fake! A fotografia de cima foi alegadamente captada a um milhão de milhas de distância e mostra a Terra muito maior do que a Lua. Agora mova a câmera 762 mil milhas para mais perto da Terra e olhe para a fotografia das Missões Apollo. Acorde! O espaço é fake. Estamos todos a ser enganados", denuncia-se na mensagem principal, apontando para as duas imagens.

De facto, a primeira fotografia foi captada por uma câmera a bordo do satélite Deep Space Climate Observatory (DSCOVR) que orbita a cerca de um milhão de milhas (ou 1,6 milhões de quilómetros) do planeta Terra. A agência espacial norte-americana NASA divulgou essa fotografia em 2015, integrando-a numa sequência animada que mostra o lado mais distante da Lua (satélite natural da Terra) enquanto cruza à frente da Terra.

Quanto à segunda fotografia, data de 20 de julho de 1969, quando três astronautas norte-americanos da Missão Apollo 11 pousaram na Lua. Foi captada a cerca de 238 mil milhas (ou 383 mil quilómetros) da Terra, ou seja, mais próxima do que a primeira, embora a Terra pareça mais pequena.

Ora, a aparente diferença de tamanho resulta de uma ilusão ótica, ou efeito de traição das imagens.

A plataforma "PolitiFact" realizou uma demonstração básica com uma caneca (representando a Terra) e um boneco da personagem de desenhos animados Marge Simpson (representando a Lua). O posicionamento dos objetos, em correlação com a distância e a perspetiva da câmera, origina ilusões óticas. O tamanho dos objetos permanece inalterado, a perspetiva é que modifica a percepção que temos ao visualizar os mesmos.

Em suma, apresentar uma mera ilusão ótica como prova de que "o espaço é fake" não faz qualquer sentido.

____________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.