“Um menino que nasceu com uma mensagem de Deus” é a frase que se lê no início de uma longa publicação a circular nas redes sociais, na qual se conta a história de uma criança que supostamente "nasceu com as mãos juntas” e que “começou a falar” quando o médico conseguiu reverter essa condição. 

A publicação é acompanhada por duas imagens: uma representação de Jesus crucificado e uma fotografia de um bebé com supostas feridas nas palmas das mãos e na testa, numa referência aos pregos e à coroa de espinhos usados na crucificação de Cristo. 

Publicação falsa sobre criança com marcas

“Ele disse que Jesus voltaria em breve e começou a dar sinais da vinda de Cristo, que virá para levar aqueles que creram. E eu disse a todos para passar essas mensagens para todos no mundo, porque não há mais tempo, amanhã talvez seja tarde demais. Então, o garoto morreu”, garante-se no texto. 

A fotografia do bebé com marcas nas palmas das mãos e na testa é autêntica?

A resposta é não. A imagem, usada em publicações que já ultrapassam as centenas de milhar de partilhas nas redes sociais, é uma manipulação de uma fotografia de Danica May Machado, a habitante sete mil milhões da Terra, que foi capturada em outubro de 2011. Ao longo da publicação em análise, a criança é apresentada como sendo um menino.

Como se explica no site de fack-checking da "AFP", uma busca no Google permite chegar a dois artigos onde aparece a imagem original e nos quais se conta que a ONU reconheceu o nascimento de Danica como um marco histórico ao superar-se a marca dos sete mil milhões de habitantes na Terra. A bebé nasceu dois minutos antes da meia-noite de 31 outubro de 2011, num hospital público de Manila, com 2,5 quilos, e os pais foram felicitados por representantes das Nações Unidas. 

A imagem que acompanha os textos sobre Danica foi tirada por Erik de Castro, ao serviço da agência "Reuters". “Parteiras seguram uma recém-nascida chamada Danica Camacho, a simbólica bebé sete mil milhões filipina”, lê-se na descrição da fotografia. 

Uma comparação entre as duas imagens permite constatar que, na fotografia original, a menina não apresenta quaisquer marcas ou feridas, seja na testa ou na palma das mãos.

Danica Filipinas

A "AFP" também publicou uma sequência de imagens de Danica e, mais uma vez, não se deteta qualquer ferimento na recém-nascida.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network