Bastonadas, humilhações públicas, exercício físico na rua, serviço cívico e alguns sustos. São mesmo castigos imediatos de alguns países para aqueles que foram apanhados fora de casa durante o confinamento ou não utilizem a máscara.

É na Ásia que as autoridades são mais severas com o não cumprimento das regras para prevenção da Covid-19. A maior parte dos vídeos na rede com violência policial sobre os infratores e algumas estratégias excêntricas ocorre especialmente na Índia, mas também em número expressivo nas Filipinas, Indonésia e Paquistão.

Em todo o território indiano, há episódios de bastonadas em motards, agachamentos, flexões e algumas posições físicas humilhantes a que os prevaricadores são obrigados. Sempre às mãos dos agentes de polícia e dos seus “lathi” (bastão de bambu) que, logo no local, executam a punição.

India punições

Nos vídeos publicados desde o confinamento (Março) até hoje, ninguém parece escapar à ira policial pelo incumprimento: nem mesmo os fiéis à saída do respetivo culto numa mesquita, muito menos alguns rapazes que tomavam banho numa piscina/balneário público.

A pedagogia sem recurso à violência ou humilhação também é usada pelas autoridades indianas. Como nos casos dos drones que perseguiram alguns dos jovens que se encontraram para jogar ou quando alguns motociclistas foram apanhados na rua e colocados numa ambulância com um falso infetado covid. Em ambas as situações, o pânico ficou bem documentado nas filmagens.

Nos restantes países asiáticos, as filmagens revelam as  mesmas duas linhas de atuação, uma mais musculada (como no Paquistão) e outras mais refinadas mesmo que humilhantes (cavar sepulturas ou permanecer alguns minutos fechado num caixão, na Indonésia; ser fechado numa transportadora para cães, nas Filipinas).

punição indonesia

Da América Latina, surgem também vídeos de sanções pouco comuns. Na Venezuela e México, cidadãos que não usaram máscara ou desrespeitaram confinamento tiveram de fazer trabalho comunitário: cavar junto a uma estrada (com uma placa nas costas escrita na primeira pessoa a confessar a infração) e, no país da América do Norte, limpar as ruas.

Colombia castigos

Já na Colômbia, quem não respeitou as normas foi preso pelos pés, na via pública, a uma pequena estrutura de cimento ou madeira.

Finalmente, na África do Sul, não houve condescedência com quem praticava desporto: um vídeo mostra a detenção de surfistas que não cumpriram a quarentena.

australia

No mesmo país, num subúrbio, através de uma gravação amadora, é visível uma marcha humilhante, monitorizada pela polícia, para castigar os faltosos às regras de prevenção da Covid-19.

 __________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network