"Mais 28 mil profissionais de saúde no SNS. Entre 2011 e 2015, com o Governo da direita, o SNS perdeu 8.500 trabalhadores", lê-se no post em causa, datado de 20 de novembro.

Consultando os dados oficiais disponíveis no Portal da Transparência do SNS verificamos que, em dezembro de 2015, quando o primeiro Governo liderado por António Costa entrou em funções (tomou posse no dia 26 de novembro, mais precisamente), registou-se um total de 119.998 trabalhadores no SNS.

Esse número foi aumentando gradualmente ao longo dos últimos anos, chegando a um total de 148.739 trabalhadores em outubro de 2021.

Ou seja, atualmente há mais 28.741 trabalhadores ativos no SNS, em comparação com dezembro de 2015.

Este conjunto de trabalhadores inclui diversas categorias: médicos, enfermeiros, técnicos superiores de saúde, farmacêuticos, técnicos de diagnóstico e terapêutica, assistentes técnicos, assistentes operacionais, técnicos superiores, informáticos e outros.

Classificamos assim a informação difundida no post como verdadeira.

________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network