"Parabéns ao PCP por ser o único partido a cancelar o debate com o Chega. Há gente com quem não se senta à mesa, ponto", lê-se num dos tweets detectados pelo Polígrafo que apontam para um suposto boicote ao Chega.

"RTP3 é, para mim, TV aberta. Está na TDT", acrescenta o autor do tweet de 2 de janeiro, reforçando a ideia de que o PCP terá recusado debater com o Chega por motivos ideológicos, não por causa do formato dos debates.

Na origem desta história está um comunicado do PCP, emitido no dia 20 de dezembro de 2021, em que marcou a sua posição quanto ao formato dos debates televisivos (entre os dias 2 e 17 de janeiro de 2021) referentes às eleições legislativas.

"O PCP reiterou hoje às direções de informação da RTP, da SIC e da TVI a sua discordância com o modelo de debates eleitorais que adotaram, e comunicou a disponibilidade do secretário-geral do PCP nos debates que sejam realizados em canal generalista", informou o partido.

Na perspetiva dos comunistas, o modelo de debates "não garante princípios básicos de imparcialidade, assumindo na sua organização que existem partidos de primeira (PS e PSD) e de segunda categoria". Isto porque fica apenas à disposição dos dois partidos referidos "a prerrogativa de debater com cada um dos restantes em canal generalista, com abissal diferença de audiências, como pela conceção de um inaceitável debate entre putativos candidatos a primeiro-ministro - desvirtuando a natureza das eleições legislativas".

Assim, o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, apenas vai participar nos debates transmitidos em canal generalista: com António Costa (PS) e Rui Rio (PSD), na SIC, a 4 e 12 de janeiro, respetivamente; e também no debate conjunto com os líderes de todos os partidos que obtiveram representação parlamentar nas últimas eleições legislativas, agendado para o dia 17 de janeiro na RTP.

Jerónimo de Sousa, o afinador de máquinas, já trabalhava aos 14 anos. Como evoluiu em Portugal o trabalho infantil?
Jerónimo de Sousa, o afinador de máquinas, já trabalhava aos 14 anos. Como evoluiu em Portugal o trabalho infantil?
Ver artigo

Quanto aos debates frente-a-frente com os líderes do Bloco de Esquerda, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal, Chega e Livre, foram todos cancelados devido à recusa do PCP de participar nos debates transmitidos em canal por cabo. Ou seja, não foi apenas o debate com o Chega e não resultou de motivos ideológicos em torno do partido liderado por André Ventura.

Por outro lado, mesmo aceitando a validade do argumento de que a RTP3 é transmitida via TDT como um canal generalista, o facto é que o debate entre o PCP e o Chega não era o único que estava programado para a RTP3. Também o debate entre o PCP e o Iniciativa Liberal estava agendado para esse canal, o que esvazia mais uma vez a ideia de que o cancelamento visou apenas o Chega.

Contactada pelo Polígrafo sobre a alegação do tweet, fonte oficial do PCP remeteu todos os esclarecimentos para o comunicado de 20 de dezembro.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network