“Eu vou dizer uma frase que o [Pep] Guardiola disse aqui há uns anos. Ele disse assim: 'Quem quiser saber o que é defender bem, olhem para a equipa do Benfica'. Quem era o treinador do Benfica? Eu", afirmou Jorge Jesus.

A frase foi dita pelo treinador português numa entrevista, emitida no passado dia 9, ao programa desportivo “Bem, amigos!”, do canal brasileiro SporTV (Grupo Globo).

Será verdade que Pep Guardiola elogiou a forma como o Benfica defendia?

Sim, o treinador espanhol enalteceu, de facto, a competência defensiva do Benfica. Aconteceu a 4 de abril de 2016, em Munique, na conferência de imprensa de antevisão da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões da época 2015/16, que opunha, no dia seguinte, o Bayern (na altura comandado por Guardiola) ao Benfica.

“Sei porque é que o Benfica está no quartos de finais: porque tem uma equipa brilhante (…) o Benfica tem uma das melhores defesas da Europa”, afirmou o treinador catalão.

Uns meses mais tarde, em janeiro de 2017, já Guardiola treinava o Manchester City, um livro sobre a sua visão do futebol (“Pep Guardiola – La Metamorfosis”) — escrito por pelo jornalista Martí Perarnau após longas conversas com o treinador — continha esta citação: “É uma equipa à [Arrigo] Sacchi. E falo de forma séria. É a equipa que tem a melhor organização defensiva da Europa. Mas não é uma equipa defensiva. Sobe muito a linha mais recuada e pressiona sem parar. Não deixa espaço entre linhas e tem avançados muito rápidos e alguns jovens… como o Renato [Sanches]. Na Alemanha, em Inglaterra e em Espanha as pessoas não vêem a liga portuguesa e, por isso, ninguém dá valor ao Benfica, mas é uma equipa digna de Sacchi."

Esta apreciação era referente ao Benfica treinado por Jorge Jesus?

Não. A análise de Guardiola é referente ao Benfica de 2015/16, quando Rui Vitória estava na sua primeira época no Estádio da Luz, após ter substituído precisamente Jorge Jesus (que no final da temporada anterior tinha trocado o Benfica pelo Sporting).

Aliás, Rui Vitória, na reação ao que Jesus disse na entrevista, fez questão de publicar na sua conta no Instagram, no dia 11 de maio, uma fotografia que evoca o seu encontro com Guardiola em abril de 2016.

E Jesus alguma vez defrontou Guardiola enquanto treinador do Benfica?

Nunca, pelo menos em jogos oficiais. Em qualquer das duas “eras” em que passou pelo Estádio da Luz, Jesus não foi adversário de Guardiola.

Em duas ocasiões, por muito pouco. Na já referida (2015/16), mas igualmente em 2012/13, desta vez com trajetória inversa: o Benfica defrontou o Barcelona para o Grupo G da Liga dos Campeõs, tendo Jesus como treinador, enquanto do outro lado estava Tito Vilanova (técnico entretanto já falecido), adjunto de Guardiola que lhe tinha sucedido no comando dos catalães nessa época.

É, pois, falso que o Benfica tão elogiado por Guardiola, na forma como defendia, fosse treinado por Jorge Jesus. Nessa época, o técnico era Rui Vitória. Jesus nunca defrontou sequer Guardiola enquanto técnico das águias.

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
International Fact-Checking Network